Representante de empresa desmente acusação feita contra Luis Miranda na CPI

coronavírus
01.07.2021, 12:12:00
(Edilson Rodrigues/Ag Senado)

Representante de empresa desmente acusação feita contra Luis Miranda na CPI

Segundo ele, Dominguetti, que depõe hoje, "quer aparecer" e áudio não tratava de vacinas

O empresário Cristiano Alberto Carvalho, representante da Davati Medical Supply no Brasil, negou que o áudio que ele recebeu do deputado Luis Miranda (DEM-DF), divulgado na CPI da Covid por Luiz Paulo Dominguetti, tratasse da negociação das vacinas, como foi dito pelo depoente. Carvalho disse a O Globo que Dominguetti "quer aparecer".

"Eu recebi de outra pessoa, não diretamente do Luiz, não se refere a vacinas", garantiu. Questionado sobre o que tratava a mensagem, ele não soube precisar, mas reafirmou que não tem relação com vacinas. "Acredito que sobre os negócios dele nos EUA. Não tem nada uma coisa com a outra", diz. O empresário foi questionado sobre porque Dominguetti levou o áudio à CPI. "Quer aparecer", disse simplesmente Carvalho. 

Na CPI, Dominguetti afirmou que o parlamentar tentou negociar a compra de vacinas contra a Covid diretamente com a Davati. Ele disse que recebeu ligação de pessoas do governo oferecendo "facilidades" para os contratos de vacinas e que um deputado tentou diretamente fazer a compra. Quando questionado, disse que era Miranda e exibiu o áudio do parlamentar, afirmando que recebeu de Cristiano. O áudio não fala diretamente de vacinas.

O deputado Luís Miranda negou sequer conhecer Dominguetti e diz que nunca tratou de compra de vacinas com ninguém. "É mentira, lógico que não. Eu nunca falei sobre vacinas. Não sei nem quem é (Dominguetti). Estou começando a achar que esse cara foi enviado por (Jair) Bolsonaro para fazer denúncias mentirosas".

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas