Reservatório de Sobradinho atinge capacidade máxima após 13 anos sem alcançar a marca

brasil
31.03.2022, 21:47:00
(Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Reservatório de Sobradinho atinge capacidade máxima após 13 anos sem alcançar a marca

Última vez que marca foi alcançada foi em abril de 2009

O reservatório da Usina Hidroelétrica de Sobradinho, um dos mais importantes do Nordeste, atingiu, nesta quinta-feira (31), após quase 13 anos, 100% de sua capacidade.

De acordo com o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), a última vez que essa marca foi alcançada foi em abril de 2009. O lago é o principal reservatório para abastecer o consumo do Nordeste e também exporta energia para o Sudeste e Centro-Oeste.  

A capacidade máxima do reservatório foi atingida devido às chuvas dos últimos meses sobretudo no Alto São Francisco e às condições de operação da cascata de reservatórios do Velho Chico. Devido à melhora das condições em Sobradinho, a barragem da usina está liberando atualmente cerca de 3 mil metros cúbicos por segundo. Desde janeiro deste ano, devido à necessidade de controle de cheias na bacia, a Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (CHESF), que opera a usina, vinha liberando uma vazão de 4.000m³/s. Para recuperar o nível do reservatório de Itaparica (BA/PE), que fica a jusante (abaixo) de Sobradinho, houve a redução da vazão liberada para 3.000m³/s.

Tal medida também busca preservar um armazenamento de água seguro em todos os reservatórios da bacia do São Francisco para atender às necessidades de usos múltiplos de recursos hídricos e de geração de energia durante o período seco na região, que vai de maio a novembro.

Desde janeiro, os reservatórios do Sistema Hídrico do São Francisco estão em regime de cheia, atuando com regras específicas para seu controle. A operação é executada pela CHESF e pelo ONS. A ANA vem promovendo, ao longo desse período, reuniões com os operadores, Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF), defesas civis dos estados e municípios envolvidos na operação da hidrelétrica de Sobradinho. O objetivo dessa ação é compartilhar as melhores informações e perspectivas de aumento ou recuo dos níveis do rio São Francisco, permitindo a preparação para tais variações.

Por meio da Resolução ANA nº 2.081/2017, a Agência estabeleceu as condições de operação do Sistema Hídrico do Rio São Francisco, que abrange os reservatórios de Três Marias, Sobradinho, Itaparica, Moxotó, Paulo Afonso (I, II, III e IV), além de Xingó. Conforme esse documento da ANA, a usina de Sobradinho passou a operar por faixas que consideram o volume de água armazenado na hidrelétrica, assim como o período do ano (seco ou úmido).

Quando Sobradinho está com mais de 60% de seu volume útil, independente do mês, fica caracterizada a Faixa de Operação Normal e sua barragem pode liberar uma vazão mínima de média diária de 800m³/s sem um limite máximo, conforme o gráfico a seguir. Quando os reservatórios estão em operação para controle de cheias, todas as restrições ficam suspensas, prevalecendo as medidas necessárias para segurança das estruturas e das pessoas.

Sobradinho

A hidrelétrica de Sobradinho, na Bahia, fica a 748km da foz do rio São Francisco. Além da geração de energia, o reservatório cumpre o papel de regularização dos recursos hídricos da região, que abrange munícipios como Juazeiro (BA) e Petrolina (PE). Operada pela CHESF, a hidrelétrica tem potência instalada de 1.050,3MW e seu reservatório tem capacidade de armazenamento de 34,117 trilhões de litros – a maior da bacia do São Francisco. 

O rio São Francisco nasce na Serra da Canastra (MG), e chega à sua foz, no Oceano Atlântico, entre Alagoas e Sergipe, percorrendo cerca de 2.800km, passando por Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Alagoas e Sergipe. O Velho Chico é o rio 100% nacional com maior extensão. A bacia possui 503 municípios e engloba parte do Semiárido, que corresponde a aproximadamente 58% desta região hidrográfica, que está dividida em quatro unidades: Alto, Médio, Submédio e Baixo São Francisco.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas