Rodolffo compara peruca ao cabelo de João Luiz e é acusado de racismo

em alta
03.04.2021, 20:34:00
(Divulgação)

Rodolffo compara peruca ao cabelo de João Luiz e é acusado de racismo

"Fiquei muito desconfortável e não consegui dizer que não achei legal", lamentou

O sertanejo Rodolffo foi acusado de racismo neste sábado (3) nas redes sociais depois de um comentário em que comparou a peruca que estava usando no castigo do monstro no BBB21 ao cabelo do colega de confinamento João Luiz.

O professor mineiro chegou a chorar com a fala e contou para a amiga Camilla de Lucas que ficou chateado com o comentário. "Eu estava ajudando os meninos a colocar a roupa do Monstro e aí, na hora de colocar a peruca, o Rodolffo falou assim: 'Nossa, o meu cabelo está igualzinho ao do João", disse.

A influencer disse que notou que João estava chateado com alguma coisa e ainda disse que sabia que "era alguma coisa relacionada a isso". João continuou: "Aí eu fiz assim: 'Não tá igual, é diferente'. Falei só isso".

Chamado de Idade da Pedra, o castigo da semana é para que os brothers (além de Rodolffo, Caio) fiquem vestido de homem das cavernas, com direito a um tacape. Quando toca uma música, eles devem ir até uma base no gramado e ficar se movimentando. 

"Fiquei muito desconfortável e não consegui dizer que não achei legal", lamentou João. "Acho que ele nem percebeu que eu não achei legal. Foi chato, muito chato. Fiquei pensando: 'Não sou o homem das cavernas só porque meu cabelo é desse jeito", disse ainda o professor.

João disse que a situação "dói mais que um murro na cara".  "Na hora que aconteceu, eu fui para um lugar na minha cabeça que eu não imaginei que eu precisaria acessar, entendeu? E ao mesmo tempo, é aquele papo que eu tive lá no quarto assim com você, eu não quero tá nesse lugar de ficar toda hora corrigindo, sabe?".
 

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas