Roger confirma veto de Marco Antônio: 'Precisamos de peças fortes'

e.c. bahia
14.11.2019, 16:40:00
Atualizado: 14.11.2019, 17:11:37
Vetado pelo departamento médico, Marco Antônio segue fora do tricolor (Felipe Oliveira/EC Bahia)

Roger confirma veto de Marco Antônio: 'Precisamos de peças fortes'

Meia-atacante sofreu entorse no pé direito e será desfalque no Bahia contra o Palmeiras

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O Bahia ganhou um novo desfalque para o duelo contra o Palmeiras, domingo (17), às 16h, na Fonte Nova. Com uma entorse no pé direito, o meia-atacante Marco Antônio segue vetado pelo departamento médico e não vai estar à disposição de Roger Machado na partida. Ele se machucou no empate com a Chapecoense, por 1x1, na Fonte Nova, e já havia sido ausência na derrota por 3x1 para o Flamengo, no Maracanã.

Durante entrevista no Fazendão na tarde desta quinta-feira (14), o treinador falou sobre o caso do prata da casa e disse que precisa de "peças fortes" para a reta final do Campeonato Brasileiro.

"Marco ainda está no departamento médico, está melhor, mas vai demorar um pouco mais. Eu conversei com ele e queria fazer algumas considerações em relação ao Marco, que é um menino muito talentoso. Perguntei para ele se existe um paralelo do primeiro momento dele no clube e esse momento agora com relação a essas duas quebras de evolução por conta de lesão. O que eu queria dizer para ele é que ele já entendeu parte do processo, por isso está nos ajudando neste momento, mas o que o Marco precisa compreender agora é que um motor forte precisa de peças fortes. Se tiver um motor forte com peças que não sejam tão fortes, a força do motor faz com que o carro quebre. Para que ele entenda que ser extremamente profissional a partir desse momento vai determinar o quanto ele vai jogar", analisou Roger Machado, antes de concluir: 

"A evolução de um atleta profissional depende de continuidade. Se a todo momento, por uma questão ou outra, o atleta tiver muitas interrupções, ele não consegue atingir o melhor nível. Marco, como bom ouvinte, bom atleta, entendeu e sabe que tem que viver para o seu corpo, tem que ter na maior parte do tempo saúde atlética para aguentar a exigência do esporte profissional. Vai voltar daqui a pouco e ainda dá tempo de nos ajudar na reta final do campeonato", disse Roger.

Além de Marco Antônio, o Bahia também não vai contar com o zagueiro Juninho, o meia Guerra e o atacante Artur. O trio pertence ao Palmeiras e uma cláusula contratual impede a utilização dos atletas.

Na defesa, Ernando e Wanderson disputam a posição ao lado de Lucas Fonseca. No ataque, as principais opções para Roger são Rogério, Lucca e Arthur Caíke.

O treino desta quinta-feira será com portões fechados à imprensa. Roger só vai divulgar a escalação minutos antes do jogo na Fonte Nova. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas