Rota refrescante: os melhores lugares para se refrescar neste Verão

bazar
02.02.2017, 07:00:00

Rota refrescante: os melhores lugares para se refrescar neste Verão

Das gordices ao fit, veja novas opções pra amenizar o calor em Salvador

SORVETE DA TROPICÁLIA (Fotos de Imas Pereira/Divulgação)

Sabores
Capim santo, coco verde, gengibre, açaí, nutella... 24 opções ficam expostas, mas tem mais de 50 no menu. Como grande parte é de frutas, tudo depende da época. No cascalho ou copo, uma bola é R$ 6, duas são R$ 9. Um dos criadores, Roberto Scarpa, nasceu em Veneza e há 20 anos mora em Morro de São Paulo, onde tem um restaurante italiano, o Bianco e Nero. Recentemente, resolveu apostar no continente e abriu também uma casa de massas em Vilas do Atlântico (Fellini). Tudo que provei estava gostoso, especialmente o de capim santo, que eu só tinha visto antes na Paccollini (Pernambués).

O lugar
Se resume a um balcão de sorvetes voltado para a rua desde novembro. Em fevereiro deve ampliar e ter espaço interno para cafeteria com sucos naturais e lanches diversos.

Vá lá 
Praça da Sé, quase em frente à entrada do Museu da Misericórdia, ao lado da Fundação Pierre Verger. Abre todo dia, em horário comercial, e não fecha pra almoço.

SORVETE DA MONDO

Sabores
Melancia com gengibre, hibisco com amora, castanha do Brasil com goiabada, abacaxi com água de coco, manga com wasabi (raiz forte): as misturas podem soar estranho. Mas todas ficaram maravilhosas, especialmente as duas primeiras. Essas são apenas algumas das 65 opções do menu, sendo que apenas 24 ficam disponíveis por dia. Dá pra pedir no copo (R$ 10 o pequeno, R$ 12 o médio e R$ 14 o grande) ou no cone (R$ 10 o menor e R$ 12 o maior). Quem comanda a cozinha é a professora de gastronomia Luana Lages, que se especializou no ICIF (Italian Culinary Institute for Foreigners) e no Carpigiani Gelato University. A casquinha é incrível. Artesanal, feita lá mesmo. Assim como o biscoito de castanha do pará e manteiga (R$ 7,50 a caixa com cinco). É divino!

O lugar 
Com ar-condicionado e livros que podem ser trocados ou emprestados. Obras de arte pelas paredes e espaço lúdico para crianças. Abriu há 7 meses.

Vá lá
Lg. de Santana, 7, Rio Vermelho. Insta: @mondogelatoarte.

LIMONADA DO BURGUILES

Sabores Fresh é a versão tradicional, apenas com limão (R$ 8). A Fragola, cujo nome é a palavra italiana para morango, leva polpa da frutinha vermelha (R$ 9). Na Baiana, a fruta é batida com água e carne de coco verde (R$ 9). Fica maravilhosa, superrefrescante e com sabor bem menos ácido que a original. A Fragola é gostosa, mas a Baiana é insuperável. Por fim, tem a Raspberry, que conta com framboesa congelada (R$ 11) e deve entrar no cardápio até fevereiro.

O lugar
Ao ar livre, superdescolado, rústico e informal. Um grafite de 20 metros por 8, do Coletivo Musas, é o marco visual do local, cujas paredes estão pintadas de preto e as mesas de madeira têm forma de carretel gigante. É uma hamburgueria. Então, se a fome bater, dá pra resolver fácil, fácil. Recomendo o bacon fusion (de frango, fabuloso) e o Burguiles (pão australiano, carne, queijo chedar, bacon e barbecue de rapadura). Abriu no início de janeiro.

Vá lá
Rua Amazonas, 644, Pituba. Esquina com a Rua Espírito Santo. Instagram: @burguiles.

SUCHÁS E SUCOS FUNCIONAIS DO SANTO VERDE CAFÉ

Sabores 
Os sucos funcionais levam nomes de lugares como Manhattan (maçã, limão siciliano, pepino, salsinha e hortelã), Oxford (maçã, beterraba, cenoura, laranja e gengibre), Miami Beach (abacaxi, couve, gengibre, hortelã e pepino) e Trancoso (melão, couve, pepino e biomassa de banana verde). Nenhum leva conservante, corante nem adoçante. Só a fruta - prensada a frio para não perder nutrientes - e água alcalinizada, à qual são atribuídos supostos benefícios para a saúde. Na geladeira, dura 3 dias, no congelador vai até 3 meses. A garrafa  custa R$ 12,90. O Suchá, mistura de suco com chá, pode vir nas opções abacaxi com ca- valinha, amora com hibisco, maçã com chá verde e maracujá com camomila (R$ 9,90). Provei Oxford e Miami Beach. O primeiro tem sabor marcante e o segundo é suave.

O lugar 
Com cardápio da nutricionista Vanessa Bulcão, na Villa Verde, prédio todo voltado para bem-estar. A decoração é cheia de cimento queimado, verde e madeira. Abriu em meados de janeiro.

Vá lá
Rua Guadalajara, 9, Barra. Subindo a ladeira que fica em frente ao Clube Espanhol. Insta: @villaverdesalvador.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas