Rui acena com liberação de emendas para garantir aprovação da reforma da Previdência

satélite
10.01.2020, 05:15:00
Atualizado: 10.01.2020, 08:52:45

Rui acena com liberação de emendas para garantir aprovação da reforma da Previdência

Por Jairo Costa Júnior

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Para garantir apoio suficiente à aprovação da reforma previdenciária dos servidores estaduais, o governador Rui Costa (PT) acenou com a liberação de emendas aos deputados da base aliada na Assembleia Legislativa. À Satélite, integrantes da bancada do governo e da oposição disseram ter detectado nos últimos dias alta rotatividade de lideranças da Casa no gabinete da secretária estadual de Relações Institucionais, Cibele Carvalho, escalada pelo Palácio de Ondina para negociar emendas com os parlamentares. A movimentação foi acelerada para buscar a aprovação antes de reinício dos trabalhos na Assembleia, evitando que os debates se arrastem para depois do Carnaval, quando os servidores terão maior poder de mobilização contra a matéria.

Bolso cheio
Nos corredores da Casa, a eventual convocação extraordinária no recesso é vista como tática de Rui para assegurar quorum e votar a reforma em dois turnos. Com os R$ 50 mil de verba extra pagos a cada um pelo governo, os deputados dificilmente faltariam às sessões.

Nem te ligo...
Apesar de Rui Costa vetar a ida dos deputados estaduais Tum (PSC), Vítor Bonfim (PL) e Samuel Júnior (PDT) para o PP, cardeais do partido decidiram manter os planos de filiar o trio e pressionam o governador a não interferir na costura. Ao mesmo tempo, a cúpula do PP lançou uma ofensiva para atrair os outros dois quadros do PDT na Assembleia: Roberto Carlos e Euclides Fernandes.

Aperto nas cordas
Enquanto o ex-ministro da Cultura Juca Ferreira age para que o PT se feche em torno de sua candidatura a prefeito da capital, numerosas tendências do partido passaram a exigir prévias na escolha do nome. No bate-chapa, acham que Vilma Reis, liderança do movimento negro, venceria Juca.

Panela de pressão
O Colégio de Reitores, que reúne dirigentes de universidades e institutos federais, deve se reunir em breve para discutir uma reação à MP 914. A medida altera a eleição de reitores, ao permitir que o presidente Jair Bolsonaro ignore a lista tríplice com os mais votados. A ideia é mobilizar Congresso e sociedade para tentar derrubar a norma.

Pausa na mesa
Febre de consumo na Bahia, sobretudo no Verão, o caranguejo-uçá está proibido de ser capturado, armazenado e vendido em três datas no início do ano, segundo portaria recente do Ministério da Agricultura: de 11 a 16 de janeiro, de 10 a 15 de fevereiro e de 10 a 15 de março, períodos da andada, quando eles deixam as tocas para se reproduzir. Em 2020, o órgão promete apertar a fiscalização sobre restaurantes, bares e revendedores do litoral baiano e aplicar multas duras contra infratores.

Conta aberta
Até ontem, penúltimo dia para inscrição no Proturismo, apenas 23 estabelecimentos haviam pedido adesão ao programa que reduz em até 40% o IPTU de hotéis, pousadas e motéis de Salvador.  Para a Sefaz, o número saltará hoje, já que muitos deixam para a última hora.

Falamos sobre as eleições em Salvador e, juntos,  analisamos o quadro. A intenção é construir um projeto, buscar uma estratégia em que não sejamos adversários
Lídice da Mata, deputada federal e presidente do PSB na Bahia, sobre as conversas com o também deputado Bacelar sobre uma virtual aliança com o Podemos na capital


Pílula

Falha nossa - Diferente do informado ontem na nota “Placa de vende-se”, sobre a venda da antiga sede dos Correios na Pituba, o órgão informou que a unidade foi para o Caminho das Árvores e não a Via Parafuso.
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas