Salvador deve receber 70 mil doses da Coronavac até domingo, diz prefeito

coronavírus
11.05.2021, 11:22:01
Atualizado: 11.05.2021, 11:33:49

Salvador deve receber 70 mil doses da Coronavac até domingo, diz prefeito

Manhã foi de filas longas para quem precisa tomar a segunda dose do imunizante em Salvador

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A escassez da vacina Coronavac tem preocupado quem precisa tomar a segunda dose do imunizante. A previsão é de que a situação só seja regularizada com a chegada de um novo lote até domingo (16).

Segundo o prefeito Bruno Reis, a estimativa é de que a capital receba 70 mil doses do imunizante. A Bahia vai receber, ao todo 400 mil doses. Outras cidades também estão sofrendo com a falta da segunda dose.

Na Bahia, mais de 200 mil pessoas estariam com a segunda dose atrasada até o dia oito de maio. O dado é do último levantamento feito pela Comissão Intergestores Bipartite (CIB) junto aos 417 municípios baianos e publicado no Diário Oficial do dia seis de maio. Em Salvador, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), 78.433 pessoas estavam nesta lista de espera até esta segunda (10). 

No último sábado (8), a Bahia recebeu 60.200 doses da Coronavac. Deste total, a capital ficou com 26.190 doses e todas foram destinadas à segunda aplicação, mas o número ainda não é suficiente para atender todos da fila. Por isso, a vacinação deste público está acontecendo de forma escalonada. Neste domingo (9), a Prefeitura de Salvador disponibilizou 8 mil vagas para agendamento através da plataforma Hora Marcada para pessoas que estavam com a segunda dose marcada para data igual ou anterior a 30 de abril e entre os dias 2 e 10 de maio. As vagas foram preenchidas em menos de três horas.

Quanto às pessoas que estavam com o dia 1º de maio marcado no cartão de vacinação, o atendimento não aconteceu por hora marcada. As pessoas inseridas neste grupo puderam ir até os postos para demanda espontânea/aberta nesta segunda-feira (10). Aquelas com o dia 2 de maio marcado no cartão, podem ir até os postos de vacinação nesta terça-feira (11). Por isso, Salvador amanheceu com filas enormes para quem precisa tomar a segunda dose do imunizante.

(Arisson Marinho/CORREIO)
(Arisson Marinho/CORREIO)
(Arisson Marinho/CORREIO)
(Arisson Marinho/CORREIO)

Outras vacinas
A capital recebeu 17.500 doses da vacina da Pfizer, que está sendo usada para a primeira dose de pessoas com comorbidades, gestantes e puérperas; além de pessoas com deficiência permanente. 

Conforme definido na reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) desta segunda-feira (10), foram destinados 20% do total de doses. O restantem foi distribuídos entre os 12 municípios da Região Metropolitana de Salvador (80% do total). As Secretarias Municipais de Saúde farão a retirada gradual das vacinas na Central Estadual de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos (CEADI), em Simões Filho, em virtude do prazo de aplicação de até cinco dias quando refrigerado em temperaturas de 2°C e 8°C.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas