Salvador registra 492 denúncias de poluição sonora no fim de semana

salvador
26.07.2021, 21:41:00
Atualizado: 26.07.2021, 22:05:17
(Sedur/Divulgação)

Salvador registra 492 denúncias de poluição sonora no fim de semana

Paripe, Boca do Rio, São Cristóvão e Uruguai foram os bairros com mais ocorrências

No segundo final de semana após a flexibilização das medidas restritivas, Salvador segue com um padrão alto de números de denúncias de poluição sonora em diversos bairros. Entre a sexta-feira (23) e o domingo (25), a Operação Sílere da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano (Sedur), que fiscaliza denúncias de poluição sonora na capital, registrou 492 denúncias no período nos 101 bairros vistoriados. Apesar de ainda altos, os números representam uma diminuição de 68% em relação às ocorrências do último fim de semana, no qual 744 ocorrências foram registradas nos 63 bairros vistoriados.

Os mais denunciados foram Paripe, Boca do Rio, São Cristóvão e Uruguai. Também foram apreendidos 43 equipamentos de som em Alto do Coqueirinho, Nova Brasília de Itapuã, Fazenda Grande, Cabula VI, Baixa de Quintas, Pau Miúdo.

Neste período, a cidade de Porto Seguro, no sul da Bahia, registrou aglomerações em uma festa clandestina, com mais de 300 pessoas. 

A festa foi encerrada por equipes do 8º Batalhão de Polícia Militar (BPM/ Porto Seguro) e da Companhia Independente de Policiamento de Proteção Ambiental (CIPPA). De acordo com o comandante da unidade, tenente-coronel Alexandre Costa de Souza, os policiais receberam uma denúncia anônima revelando aglomeração e foram verificar. Ao chegar na localidade, as viaturas foram atacadas com tiros e garrafas. 

“Utilizamos agentes químicos para dispersar os presentes”, contou o oficial. O oficial revelou ainda que homens não identificados atiraram contra as viaturas e fugiram. Ninguém ficou ferido. Um aparelho de som foi apreendido.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas