Salvador registra quase 300 ocorrências relacionadas à chuva nesta quinta (21)

salvador
21.04.2022, 20:41:36
(Foto: Codesal/SMS)

Salvador registra quase 300 ocorrências relacionadas à chuva nesta quinta (21)

Previsão é de mais chuvas entre sexta-feira (22) e domingo (24)

A Defesa Civil de Salvador (Codesal) registrou, nesta quinta-feira (21), 289 solicitações, através do sistema 199, relacionadas às fortes chuvas que caem na cidade desde o último sábado (16).

Dentre as ocorrências esteve o desabamento de parede de um casarão tombado pelo Iphan, na Ladeira da Montanha, no Centro Histórico, ocorrida durante a manhã. A construção estava escorada por vigas metálicas, oxidadas pela exposição ao tempo, sendo que algumas haviam sido retiradas por moradores de rua. Os técnicos da Codesal estiveram no local para fazer a avaliação da situação e o isolamento do trecho.

O imóvel, pertencente à Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder), foi desapropriado, juntamente com outros casarões da área, há alguns anos, pelo governo do Estado. A Codesal interditou a via para avaliação mais detalhada do órgão tombador e da Conder. A Transalvador compareceu ao local para fazer o ordenamento do trânsito. A Empresa de Limpeza Urbana de Salvador (Limpurb) fará a remoção do entulho.

Até as 19h, foram registradas 50 ameaças de desabamento, quatro ameaças de desabamento de muro, 33 ameaças de deslizamento, 13 árvores ameaçando cair, duas árvores caídas, sete avaliações de área, 83 avaliações de imóveis alagados, três desabamentos de imóveis, seis desabamentos de muro, dez desabamentos parciais, 58 deslizamentos de terra, dois destelhamentos, 16 infiltrações, uma orientação técnica e uma pista rompida.

Bairros em risco

A Codesal também realizou vistoria na 1ª etapa de Fazenda Coutos e constatou risco potencial de deslizamento de terra, devido ao lançamento de águas servidas e de redes de drenagem pluvial, rompimento de rede de esgoto ou água tratada, e presença de minadouro. A Rua José do Patrocínio, situada em cota superior ao abrigo Associação Clube de Mães do Lar Pérolas de Cristo, apresenta rachaduras extensas e espessas, com abatimento do pavimento.

Trata-se de uma rua estreita e que ao longo dos anos foram colocando entulho, chegando a ficar com cerca de três metros de largura, onde posteriormente foi feito o revestimento asfáltico sobre o aterro sem a devida compactação, ficando para acesso de veículos e caminhões de pequeno porte. Toda contribuição pluvial das ruas próximas está desaguando neste ponto, descendo pelo terreno do abrigo.

Atrás dos imóveis do abrigo há cortina atirantada com calha de drenagem no topo e na base. Há uma rede de drenagem pluvial na frente dos imóveis da rua situada na crista, onde num determinado trecho aparenta estar obstruída. No momento da vistoria não foram constatados riscos para os imóveis. Segundo o laudo, as causas prováveis são as fortes chuvas do período, causando infiltrações generalizadas. Órgãos como a Transalvador, a Limpurb e a Secretaria de Manutenção da Cidade (Seman) foram acionadas para adotar as providências complementares.

Na Rua de Deus, em Paripe, técnicos da Defesa Civil fizeram a vistoria na área onde 15 casas, de construção irregular, apresentaram rachaduras devido ao abatimento do terreno tipo massapê, situação agravada pelas fortes chuvas. As famílias foram notificadas a deixarem os imóveis e encaminhadas para a Secretaria de Prkmoção Social e Combate à Pobreza, Esporte e Lazer (Sempre). A Codesal esta acompanhando a situação, pois novas casas podem apresentar o problema. A Sedur deverá fazer uma avaliação dos imóveis para demolição.

Além disso, duas situações de alagamento foram registradas na manhã de hoje (21), nos bairros de São Cristóvão e Jardim das Margaridas. De acordo com a Seman, a Rua Norte 2, localizada no Parque São Cristóvão, sofre influência de um canal próximo, que está transbordando por causa do acúmulo de fortes chuvas em um curto espaço de tempo. Segundo registro da Codesal, choveu 180 mm no local nos três últimos dias. A ocorrência foi agravada pela presença de domicílios construídos às margens da área de influência das cheias do referido rio.

No Jardim das Margaridas, trecho em frente ao aeroporto, a região sofre com o transbordamento do Rio Ipitanga, onde o Governo do Estado realiza obras nas bacias de retenção para equacionar o problema. Além disso, houve o rompimento do cabo de uma das quatro comportas da barragem de Joanes II, localizada entre os municípios de Dias D'Ávila, Camaçari e Simões Filho, provocando aumento do nível de água na barragem e que afetou os rios localizados nos municípios de Simões Filho, Camaçari e Lauro de Freitas.

Em decorrência das chuvas na madrugada entre a quarta (20) e a quinta-feira (21), os níveis da barragem se elevaram para a cota de “alerta”.  O reparo no cabo já foi resolvido e os níveis da barragem começaram a baixar, devendo atingir valores normais dentro das próximas horas.

Já a situação na Travessa Acalanto é de responsabilidade da Concessionária Bahia Norte e a referida concessionária já executa obras no local. A Seman mantém as ações emergenciais de microdrenagem na localidade para atenuar a ocorrência de alagamentos.

Desde 2015 até 2022, o mês de abril deste ano apresenta a segunda maior marca de precipitação de chuvas (353,2 mm de 1º a 21/4), perdendo apenas para 2020, que apresentou um índice de 545,5 (em 30 dias).

Previsão

Entre esta sexta-feira (22) a domingo (24), a previsão é de céu nublado a parcialmente nublado com chuvas fracas a moderadas, a qualquer hora do dia. Há risco para deslizamentos de terra. Os maiores acumulados de chuvas em 24h (atualizados às 17h) foram registrados em Mussurunga (50mm), Palestina (49,2mm), Valéria (48mm), Fazenda Coutos (47,6mm) e Periperi (47,4mm).

Plantão

A Codesal, que integra a categoria de serviços essenciais do município, permanece em esquema de plantão 24 horas, atendendo às solicitações pelo telefone gratuito 199. As ocorrências podem ser acompanhadas em tempo real pelo site www. codesal. salvador. ba. gov. br/ index.php/ boletins .

Os cidadãos também podem receber os alertas da Defesa Civil pelo celular, enviando um SMS com o CEP de residência para o número 40199. O serviço é gratuito.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas