Salvador terá dia D de vacinação contra sarampo em 10 de agosto

salvador
30.07.2019, 19:14:00
Atualizado: 30.07.2019, 19:54:06

Salvador terá dia D de vacinação contra sarampo em 10 de agosto

Estado também terá imunização com dia D no dia 18 de agosto

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Salvador terá mais um dia D de vacinação contra o sarampo em 10 de agosto. Diversos postos da capital estarão abertos das 8h às 17h oferecendo a imunização promovida pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

A população com idade entre um ano e 49 anos deve comparecer aos postos de saúde munida do cartão de vacina para atualização. Pessoas com esquema vacinal completo não precisam ser revacinadas. A vacina já está disponível na rede básica de saúde, e os soteropolitanos já podem se dirigir aos postos para atualizar a imunização.

Na Bahia, a campanha ocorre já a partir da próxima terça-feira (6), indo até o dia 31 de agosto. O dia D estadual é no dia 18 de agosto e acontecerá nos 417 municípios baianos.

Em 63 cidades que tiveram menos de 50% de cobertura vacinal para poliomielite em crianças menores de 1 ano, a campanha iniciou no último dia 20 de julho. A vacina também é para pessoas acima de um ano e menor de 49 anos. 

Além da vacinação nos postos de saúde, haverá imunização em diversos pontos das zonas urbanas e rurais com a participação de escolas e creche, vacinação casa a casa e outros lugares de grande circulação.

A Sesab ressalta que a população deve receber duas doses de sarampo na vida e, caso não haja comprovação das duas, a pessoa deve atualizar a imunização. 

Casos
A Bahia registrou três casos importados de sarampo neste ano. O primeiro foi de uma pessoa que residia em São Paulo e chegou em Porto Seguro em junho e os outros dois casos foram de uma pessoa que veio de São Paulo e uma menor de 12 anos que viajou para a Espanha.

Por conta dos casos, a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) alerta para o risco de ocorrência de novos casos associados à importação da doença.

“Todos os municípios devem se manter em alerta para a identificação precoce de casos suspeitos, que se enquadrem na seguinte definição: pessoa com febre e exantema, acompanhada de tosse e/ou coriza e/ou conjuntivite, independente da idade e situação vacinal anterior”, destacou a coordenadora do Programa de Imunização da Sesab, Akemi Chastinet.

Os principais sintomas do sarampo são tosse seca e irritativa, febre alta, coriza, sensibilidade à luz, manchas vermelhas na pele e dores no corpo.

"Entre as complicações que podem advir da doença estão: infecções respiratórias, inflamação nos ouvidos, encefalite com dano cerebral, surdez e lesões severas de pele. Em gestantes, o sarampo pode provocar aborto ou parto prematuro", destacou a Sesab em nota. O sarampo é uma das doenças virais agudas mais contagiosas com potencial para ser extremamente grave.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas