Salvador vai usar vacinas da Janssen em população de rua e por idade

coronavírus
11.06.2021, 16:21:00
Atualizado: 11.06.2021, 16:22:30
(Arquivo AFP)

Salvador vai usar vacinas da Janssen em população de rua e por idade

Prefeito estimou vacinar 6 mil moradores de rua assim que imunizante chegar

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

As 90 mil doses da Janssen que Salvador deve receber a partir da segunda-feira (14) serão usadas para vacinar cerca de 6 mil pessoas que vivem em situação de rua em Salvador e, depois, serão incorporadas na vacinação por idade na capital baiana. O prefeito Bruno Reis falou do tema nesta sexta-feira (11), durante evento em Stella Maris. 

“Iniciada a vacinação da população de rua, a expectativa é concluir todo o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação (PNO) até a quarta-feira (16). Iremos chegar ao final do mês com mais de 50% do público-alvo, acima de 18 anos, com a primeira dose aplicada no braço”, diz Bruno. 

A vacina da Janssen exige somente uma dose, ao contrário das demais que estão em uso no país. Isso é um facilitador para imunizar mais rapidamente a população de rua.

Salvador bateu ontem a marca recorde de 22 mil pessoas vacinadas em um dia, no diversos pontos disponíveis. O prefeito fez um balanço do processo. “Fechamos com 43% da população-alvo vacinada. Mais de 880 mil pessoas já receberam a primeira dose. Muitos falam de uma possível terceira onda em julho, o que me traz muita preocupação. Mas confio que o processo de vacinação possa impedir isso”.

A partir da semana que vem, a campanha terá mais 250 vacinadores reforçando as equipes, contratados pela prefeitura, e outros 50 profissionais que serão disponibilizados por convênio com a Fieb. Isso também deve acelerar a vacinação.

Hoje, Salvador tem 83% de ocupação dos leitos de UTI. Nas UPAs, 11 pacientes aguardavam transferências para vagas de terapia intensiva nesta sexta. “É um número que nossa estrutura de saúde tem condições de fazer a regulação em menos de 24h. A prioridade da nossa gestão sempre foi salvar vidas. Chegamos até aqui sem que ocorresse um colapso e esperamos passar por essa guerra sem que isso ocorra”, ressalta.

Segundo o prefeito, a partir da terça ele vai prorrogar por mais sete dias todas as medidas de restrição em vigor na cidade, pensando nos vários eventos do mês de junho, em especial o São João, e o Dois de Julho. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas