São João, Parte 1: dia de tradição antecipada teve licor e forró em família em Salvador

salvador
26.05.2020, 05:31:00

São João, Parte 1: dia de tradição antecipada teve licor e forró em família em Salvador

Para aliviar tensão da pandemia, muita gente recorreu ao humor e, claro, ao rango típico nessa segunda-feira atípica

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.


O céu não estava assim, em festa, embora “oficialmente” fosse noite de São João. Com os pés no chão, visto que estamos no meio de uma pandemia, o jeito foi arrastá-los em casa mesmo, na frente do sofá, sem aglomeração. Mas, com a antecipação do feriado de São João, teve alguém que realmente se preocupou em manter a tradição? Ô, se teve!

Muitos soteropolitanos providenciaram o licor, outros não deixaram de cozinhar o amendoim, mas mais empolgados ainda foram os que obrigaram a família da microempresária Emile Costa, 40 anos, a se virar nos 30 para garantir kits juninos completos – da canjica ao bolo de carimã – nessa segunda-feira (25).

“Como fomos pegos de surpresa, compramos os ingredientes ontem (domingo) à noite e preparando hoje pela manhã”, explica ela, que junto com outras cinco pessoas bateu o recorde de vendas, num só dia, dos kits juninos feitos pela Lanna Buffet, uma empresa familiar comandada por sua mãe, dona Urania Costa, 52. “Aumento em torno de 70% da procura. De fato, não esperávamos”, reforça Emile.

Itens de um dos kit juninos encomendados junto à Lanna Buffet, em Brotas. Mãe, pai, filhas e neta se envolveram na produção (Foto: Divulgação)   

Doses de humor
Mas o que induz a essa empolgação num feriado anunciado só três dias antes? Há quem cite o apego à tradição – evidenciado nas fogueiras providenciadas em Brotas, Uruguai, Periperi, Jardim das Margaridas e Itapuã, só pra citar alguns registros –, mas tudo indica que o humor inabalável dos baianos, diante de qualquer situação, seja a melhor via de explicação.

Mais que explicar, indica que essa foi só a primeira oportunidade de festejar o São João em 2020. Na página Comédia Baiana, com 278 mil seguidores no Instagram, o usuário @oxerodrigues se manifesta sobre a indagação do meme "Como assim? Semana que vem já é São João". “Prevejo 2 São João, ou acha q o baiano vai perder essa oportunidade?”, avisa ele. Logo abaixo, @evelynsoouza endossa: "vão ser dois feriados, ou a prefeitura tá subestimando a capacidade do baiano de fazer dois são joãos".

Dono da página, Felipe Rios, 30, que se define como um “influenciador de sorrisos”, comemora a boa repercussão das postagens joaninas engraçadinhas: a média é de 25 mil curtidas por zuêra. “Com essa quarentena, a galera tem passado mais tempo nas redes sociais. E memes, hoje em dia, são uma forma de descontrair um pouco desse momento na pandemia”, destaca o morador de Plataforma, um dos bairros mais atingidos pelo coronavírus e que passava por medidas restritivas até essa segunda.

O influenciador digital Felipe Rios, dono da página Comédia Baiana, que fez memes de São João antecipado viralizar (Foto: Divulgação) 

E como gaiatice desmonta qualquer restrição, não foram poucas as piadas que viralizaram após a festa junina virar festa ‘maiina’. “Adiantou a porra do São João e eu nem comprei roupa, não comprei fogos, não comprei licor ainda. Como é que eu vou fazer São João segunda-feira sem comprar as coisas? Não comprei amendoim, não comprei laranja, não tenho dinheiro, eu vou comprar como, pelo amor de Deus?”, dramatizou um anônimo num áudio viral do WhatsApp.

Em família
E se o vírus está circulando por aí, convém ficar em casa, se a ideia for mesmo curtir a “primeira parte” do São João deste ano. Foi o que fez a jornalista Adriana Nogueira, 50, que usou o São João fora de época para amenizar preocupações e pensamentos negativos da própria época.

Adriana (centro) com a amiga Regiane e o filho Fillipo, que curtiram festa em casa com mascotes Lulu e Lilica (Foto: Acervo pessoal)   

“Botei o amendoim torrado, bolinho de milho, amendoim cozido, tô preparando aqui. Realmente, eu tava meio borocochô, e aí aproveitei essa brincadeira do São João pra tentar levantar o astral, porque a gente tá vivendo um momento muito difícil. E apesar de eu e minha família estarmos bem, tem dia que a gente fica triste, pensando nos outros”, comenta ela, que teve como companhias no banquete tradicional (ver vídeo abaixo) o filho Filippo Bello, 15, a amiga Regiane de Lima, 33, além dos gatinhos Lulu e Lilica, os maiores devoradores de bolo de milho do Canela.

Ali perto, na Graça, na noite anterior, a família da servidora pública Luciana Santos, 48, também jogou as cajás para aliviar as tensões da quarentena com quadrilha junina e enfeites improvisados.

“Fizemos bandeirolas e balões de revistas. Licor de Cachoeira, bolo de aipim, amendoim cozido, laranja, mugunzá. Colocamos roupas típicas e chapéu de palha. Meu filho de 10 anos adorou se vestir e dançar quadrilha”, resume Luciana, que não esqueceu de selecionar a trilha sonora adequada para curtir com o marido Alexandre, os filhos Miguel e Gabriel, além da mãe, Estelita.

Luciana e Alexandre, entusiastas de festas juninas, não deixaram novo feriado passar em branco (Foto: Acervo pessoal) 

Na vitrola, destaques para Flávio José, Mastruz com Leite e Adelmário Coelho. Este último, por sinal, foi um dos que mudou a rotina, e a agenda, para se adaptar à nova data. Ele topou fazer uma live no YouTube, de última hora, na produtora Macaco Gordo, a convite do empresário Chico Kertész.

“A ideia veio de Igor Amorim, meu sócio na produtora. Quando anunciaram e começaram os memes das datas, ele me sugeriu. Corremos pra chamar Adelmário que topou, e aí já foi”, explicou Chico, comandante da produção que foi ao ar na ‘noite de São João’ batendo, no total, 311 mil visualizações.

Tome-lhe licor
E como, fora a música típica, o que mais importa num festejo junino são os comes e bebes, o licor não foi esquecido pelos forrozeiros de plantão.

O casal de estudantes Luiza Rocha e Caio Victor Borges, ambos de 23 anos, percebeu um aumento na procura pelo tradicional licor que traz de Cachoeira para vender em Salvador, com a chegada antecipada da festa.

Procura por licor foi grande no bairro do Uruguai, em Salvador, no feriado dessa segunda
Procura por licor foi grande no bairro do Uruguai, em Salvador, no feriado dessa segunda (Foto: Nara Gentil/CORREIO)
Procura por licor foi grande no bairro do Uruguai, em Salvador, no feriado dessa segunda
Procura por licor foi grande no bairro do Uruguai, em Salvador, no feriado dessa segunda (Foto: Nara Gentil/CORREIO)
Procura por licor foi grande no bairro do Uruguai, em Salvador, no feriado dessa segunda
Procura por licor foi grande no bairro do Uruguai, em Salvador, no feriado dessa segunda (Foto: Nara Gentil/CORREIO)

“Por ter saído esse comunicado do São João, houve alguns pedidos a mais. Nesse final de semana mesmo a gente não pretendia ter nenhuma entrega, mas teve algumas”, comenta Luiza, que comercializa quase tudo no boca-a-boca ou via Instagram, ao explicar que o estoque de 85 garrafas, previsto para acabar em duas semanas, estava em apenas quatro unidades ao final desta primeira.

O cálculo sobre a porcentagem de aumento na procura gerou certa confusão, mas não menos que os decretos desencontrados de governo e prefeitura sobre qual dia é/foi, de fato, o “novo” São João. Enquanto o Executivo municipal indicava este como segunda-feira e o Dois de Julho como terça, o estadual apontava o contrário. Talvez efeito do excesso de licor que alguém tomou de forma antecipada.

Confira algumas das postagens da página Comédia Baiana sobre o São João postiço.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/historia-e-solidariedade-marcam-a-primeira-live-do-bloco-ile-aiye/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/moda-comunica-mais-que-tendencias/
Representatividade  é o tema desse editorial fotografado e protagonizado por jovens negros
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/e-sofrencia-musicas-de-arrocha-foram-as-mais-ouvidas-pelos-baianos-na-quarentena/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/bisneta-de-mae-senhora-inspira-baiana-azul-de-amaralina-conheca-cida-de-nana/
Bel Borba a contratou como modelo para monumento às baianas sem saber de ascendência, que inclui Mestre Didi e uma das fundadoras da 1ª casa de candomblé
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/devo-ou-nao-devo-usar-mascara-na-atividade-fisica-eis-a-polemica-precos-chegam-a-r-120/
Tire suas dúvidas e confira 10 máscaras esportivas disponíveis no mercado
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/bau-do-marrom-o-dia-que-daniela-mercury-superou-britney-spears-em-portugal/
Durante a apresentação de Daniela Mercury no Rock in Rio Lisboa em 2004 falei até na TV portuguesa sobre Daniela
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/em-quarentena-anitta-lanca-clipe-para-tocame-com-gui-araujo-assista/
Vídeo traz fãs dançando em casa; é a primeira vez que funkeira contracena com namorado
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/secretario-do-ministerio-da-saude-destrata-garcom-em-transmissao-ao-vivo-sai-dai/
Élcio Franco falava em medidas de segurança para reabertura da economia quando se incomodou com presença de servidor
Ler Mais