Sarau Virtual da Osba terá participação de João Bosco e Roberto Mendes

bahia
23.03.2021, 20:29:00
Atualizado: 24.03.2021, 00:29:57
(Divulgação)

Sarau Virtual da Osba terá participação de João Bosco e Roberto Mendes

Evento será em homenagem ao poeta Capinan e será transmitido no YouTube da Orquestra

A Orquestra Sinfônica da Bahia realiza no próximo domingo (28) o “Sarau Virtual da Osba: No coração do poeta cabe a multidão #Capinan80anos”, que marca o encerramento da Temporada 2020, após um ano realizando uma programação diversa e completamente digital. O sarau homenageia o músico e poeta baiano Capinan, que completou 80 anos no mês de fevereiro, e tem como objetivo levar ao público manifestações de música, poesia e dança neste momento tão difícil da pandemia.

O vídeo poético-musical terá a mediação e direção artística do maestro Carlos Prazeres, direção artística e roteiro de Gil Vicente Tavares e os músicos da OSBA Priscila Rato, Francisco Roa, mário Soares (violinos), Thomaz Rodrigues (violoncelo) e Lucas Robatto (flauta), que interpretam solos de músicas do compositor J.S. Bach. O sarau contará ainda com a participação especial dos cantores e compositores João Bosco e Roberto Mendes que vão cantar músicas compostas em parceria com o homenageado Capinan. O Sarau Virtual vai ao ar no dia 28 de março, às 17h,  no canal de YouTube da Sinfônica da Bahia

Para Carlos Prazeres, regente titular e diretor artístico da OSBA, a ideia do sarau virtual vem como uma forma de realizar uma apresentação artística diferente do que a orquestra fez no último ano com o #OSBAflix, já que após um ano de pandemia as pessoas também estão diferentes.

“Após um ano de pandemia, temos visto uma tristeza muito grande de uma sociedade que imaginava que neste momento já estivéssemos em outro estágio da pandemia, com uma maioria da população vacinada. Pensamos então que a melhor forma de produzir conteúdo artístico neste momento é acolher os sentimentos desta sociedade, acolher os sentimentos de cada um de forma a promover uma espécie de catarse virtual coletiva”, diz o maestro. 

Música, dança, poesia
Para realizar este sarau, a OSBA traz para o ambiente virtual  uma prática que tem sido presente na orquestra: a aproximação com as outras artes, como o sarau do projeto “Osba no MAM”, concerto realizado no Museu de Arte Moderna da Bahia  que a música se unia às artes plásticas e a poesia. 

A parte musical do Sarau Virtual terá duas partes, uma dedicada à obra do compositor barroco J.S Bach e outra dedicada a interpretação de músicas do cantor e poeta homenageado Capinan. Na parte barroca, os músicos da OSBA Priscila Rato, Mário Soares, Francisco Roa (violinos), Thomaz Rodrigues (violoncelo) e Lucas Robatto (flauta) interpretam solos de obras do compositor alemão como o movimento “Allemande”, da Partita para flauta em lá menor, BWN 1013 e o “Prelúdio” da Suíte nº2 para violoncelo em ré menor, BWV 1008. Outra participação especial do Sarau é da dançarina Dayana Brito, do Balé Teatro Castro Alves (BTCA), performando ao som do movimento “Allegro assai”, da Sonata nº 3 para violino solo em ré menor. BWV 1005.

“Uma das essências mais mágicas do sucesso a OSBA é a ligação que ela tem com o seu público. Temos uma ligação especial e importante e buscamos uma forma que o público estivesse inserido e que nós pudéssemos nos conectar ainda mais”, explica o maestro Carlos Prazeres sobre a participação do público no vídeo poético-musical. 

Como forma de acolher os sentimentos do público, conforme explicitado pelo maestro Carlos Prazeres, a OSBA realizou uma campanha em suas redes sociais para que o público enviasse vídeos recitando poesias, autorais ou não, que expressassem como estão se sentindo no momento. Estes vídeos integrarão o sarau, que também contará com a participação de atores e poetas, como Mariana Paiva, Daniel Farias, Mariana Guimarães, Wendy Andrade, Marcelo Praddo e Denise Correia, que recitarão poesias do homenageado Capinan e de outros autores. 

Homenagem 
A Osba busca cada vez mais se conectar com as manifestações culturais do seu tempo e espaço, seja com o concerto carnavalesco “Baile Concerto”, seja fazendo um documentário poético-musical que una música sinfônica com a poesia baiana.

No mês de fevereiro, o poeta e músico baiano Capinan, um dos nomes emblemáticos do movimento tropicalista e compositor de músicas como “Soy loco por ti américa” (com Gilberto Gil) e “Ponteio” (com Edu Lobo), completou 80 anos. “Por se tratar de um sarau, nada mais justo do que homenagear a obra deste artista baiano que transita tão bem entre a música e a poesia", diz Carlos Prazeres.

A música e poesia de Capinan serão celebradas no Sarau da OSBA com a participação especial do cantor e compositor João Bosco, que interpreta a emblemática “Papel machê”, sua parceria musical com o baiano; do cantor e compositor Roberto Mendes, que interpreta “Ya Ya Massemba”, que escreveu junto com o poeta e músico; além das músicas “Moça Bonita”, parceria de Capinan com Geraldo Azevedo, que será interpretada por Priscila Rato ( violino) junto com o músico e arranjador Marcelo Caldi ( sanfona); e a música “Ponteio”, sucesso do homenageado em parceria com Edu Lobo, que será interpretada por Mário Soares (violino). 


 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas