'Satisfeito com a atitude', diz Cláudio Prates após empate no Ba-Vi

e.c. bahia
17.03.2021, 22:02:00
Atualizado: 17.03.2021, 22:03:54
Cláudio Prates orienta o time do Bahia durante clássico contra o Vitória (Foto: Arisson Marinho/CORREIO)

'Satisfeito com a atitude', diz Cláudio Prates após empate no Ba-Vi

Treinador lamentou chances perdidas e analisou situação do tricolor no Baianão

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O resultado no clássico contra o Vitória não foi o esperado, mas o técnico Cláudio Prates disse que ficou satisfeito com o desempenho do time de transição do Bahia durante o empate por 0x0, na noite desta quarta-feira (17), no estádio de Pituaçu, pelo Campeonato Baiano. 

Após a partida, Prates lamentou as chances perdidas e disse que ficou com o sentimento de que a equipe poderia ter saído com o triunfo, mas elogiou a atitude que os atletas tiveram durante o jogo. 

"Falando do jogo, eu saí muito satisfeito, os meninos tiveram uma atitude muito interessante dentro da partida. Eu costumo falar para eles que a gente não tem o controle do jogo só quando tem posse. No primeiro tempo soubemos nos postar bem, no segundo tempo não. Tivemos o controle do jogo em todos os momentos. Normalmente a gente computa as chances mais claras do jogo, e hoje a gente teve. O sentimento que fica é daquele gostinho de algo a mais pela atitude boa que os jogadores tiveram", disse o treinador, antes de completar: 

"É difícil falar em justiça no futebol pela imprevisibilidade que acontece no jogo. Claro que eu fico chateado porque a gente poderia vencer o clássico e melhorar na classificação. Tivemos chances claras que poderíamos converter e sair daqui com o triunfo e os pontos que melhorariam a nossa classificação. Mas nada a reclamar, os meninos tiveram entrega e muita atitude. É esse sentimento, de poder ter saído com os três pontos".

Por falar em classificação, Claudinho analisou a situação do Bahia na tabela. A equipe de transição ainda não conseguiu engrenar no estadual. Em cinco jogos, foram duas derrotas, dois empates e apenas uma vitória, desempenho que coloca o Esquadrão como sétimo colocado, fora da zona de classificação para a semifinal. 

Segundo Prates, o botão de alerta está ligado na Cidade Tricolor, mas ele acredita que o time vai conseguir os resultados que precisa nos quatro confrontos que restam pelo torneio. No domingo (21), o Bahia encara o Fluminense de Feira, às 16h, no estádio Joia da Princesa, em Feira de Santana. 

"Não existe o Bahia pensar em estar fora do G4. É circunstancial, não podemos pensar na posição que estamos hoje, mas sim nos quatro jogos restantes. Pela atitude dos meninos, para o que fizemos hoje, me deixa muito otimista para os confrontos direto. Vamos ter que fazer o nosso, mas saímos muito satisfeitos hoje. Enfrentamos uma equipe bem treinada, o Rodrigo já está há algum tempo no profissional, e agora com os meninos. Foi um jogo de muita intensidade, os dois tentando propor o jogo o tempo todo. Volto a lamentar a chance mais clara que tivemos no jogo", afirmou o treinador.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas