Saudades de se montar, não é, minha filha?

entretenimento
28.06.2020, 10:00:00

Saudades de se montar, não é, minha filha?

Veja como se divertir com as próprias roupas

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Uma peça do vestuário vista com o olhar mais realista possível é só um objeto material a que se pode aferir um preço. Mas, se sobre essa peça colocarmos nosso afeto ou sentimento, ela ganha um valor simbólico inestimável. Aquele vestido que a mãe te deu de presente ou a bolsa  comprada com o primeiro salário... Todos são exemplos de itens que vivem nos armários, mas que quando vemos de imediato nos remete a tudo que vivemos provocando reflexões. Quem ama moda e a usa como um exercício de expressão da criatividade faz do ato de se vestir um prazer diário. Nestes tempos de isolamento social, os fashionistas estão sentindo falta dessa rotina e até reavaliando o que possuem. Esta dupla que vos escreve sabe bem disso e decidimos convidar amantes da moda para imaginarem looks bafônicos que amariam usar fora de casa. A ideia foi fotografar como se estivessem fazendo  um editorial,   nos contando o que pensaram quando montaram o look. As imagens foram todas feitas com as câmeras que eles tinham em casa, por isso, reunimos outra dupla criativa: o fotógrafo Gabriel Alencar (@gabriel_ftx) e o designer Pedro Onofre (@pe.draw) com o objetivo de criar uma arte especial, para dar unidade ao material. E eles conceberam uma edição que é puro brilho para animar nossos dias e celebrar a moda. Confira!

Ilana Pêpe (fotos: Gabriel Alencar/arte: Pedro Onofre)


Ilana Pêpe, 28 anos, estudante de Jornalismo (@ilanapepe) A escolha de um look é sempre um momento muito prazeroso. Mas o look pós- pandemia traz consigo um marco histórico de uma nova era, pelo menos pra mim. Estarei vestindo peças da minha marca Billion Vibez, que representa os meus valores como nenhuma outra e me definem como mulher, livre e dona do meu nariz , pronta pra viver novas histórias e realizar novas conquistas, desbravando esse novo mundo e esse novo eu.

Sika Caicó

Sika Caicó ,33 anos, produtora de moda (@sika_caico)  Depois de longos dias sem sair de casa, variando entre o pijama e looks confortáveis, bate aquela saudade da montação, de sair literalmente dessa nova zona de conforto e montar o que seria o meu primeiro look pós-quarentena. Um desafio. Reformular e ressignificar meu estilo me trouxe a possibilidade de utilizar peças esquecidas lá no fundo do baú. Por exemplo, a calça e o salto alto, que seriam pra mim uma última opção de look, foram as peças que mais me despertaram interesse. Assim, entendi que montar esse look significa o início de uma grande mudança pessoal.

Maria Nunes

Maria Nunes, 26 anos, produtora de moda @cmarianunes Estar em casa, quase que como lagartas encasuladas, com muitas transformações dentro e fora. O mundo parece estar um caos, o lar parece ser o melhor lugar. Venho diminuindo o número de roupas que tenho no guarda-roupa e hoje estou com algo em em torno de 50 peças. Não costumo ser muito básica, sempre gosto de brincar com texturas e formas (mais até do que com as cores). Então, a proposta foi buscar neste exercício de criatividade novas vidas a duas das minhas peças favoritas: um vestido preto de mangas bufantes com punhos justos e gola alta de algodão e um macacão super decotado de paetês.O vestido virou uma blusa com calda, que fez um efeito lindo de capa, e o macacão de peça única transformou-se numa calça. Para conectar as duas peças, como truque de styling, utilizei a faixa do macacão para acinturar.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas