Secretário chama atenção para aumento de casos da covid-19 no Sul da Bahia

bahia
10.04.2020, 12:25:00
Atualizado: 10.04.2020, 19:50:02

Secretário chama atenção para aumento de casos da covid-19 no Sul da Bahia

Fábio Vilas-Boas pediu que moradores redobrem os cuidados

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O aumento no número de casos confirmados da covid-19 nos municípios do Sul da Bahia levou o secretário estadual da Saúde, Fábio Vilas-Boas, a emitir um alerta para os moradores dessa região. Em vídeo publicado no Twitter, ele pediu que as pessoas mantenham a quarentena e o uso de máscaras. As cidades dessa região tem a maior quantidade de infectados, atrás apenas de Salvador e Feira de Santana.

Segundo os dados do boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Estadual da Saúde (Sesab), até às 17h desta sexta-feira (10), eram 616 casos confirmados da doença no estado, o que representa 6,58% das notificações. Salvador lidera o ranking com 341 pacientes, sendo seguida de Feira de Santana (41). Depois vem os municípios do Sul como Ilhéus (29), Itabuna (19), Vitória da Conquista (14), Ipiaú (12), além de Porto Seguro (10) e Camaçari (10). O secretário chamou a atenção para outras cidades que também ficam na região.

“Estou me dirigindo a quem mora na região Sul da Bahia, desde o Baixo-Sul de Valença até Canavieiras, passando pela região de Ubaitaba, Ipiaú, Ubatã, até Jequié. Essa é uma região que está enfrentando nesse momento um forte surto, um forte crescimento no número de casos, e nós precisamos tomar medidas para combater e restringir esse crescimento”, disse.

Ele pediu para os moradores obedecerem às medidas de isolamento e seguirem as orientações de prevenção. “Fique em casa, feche o comércio, não saia para a rua, e se precisar sair coloque uma máscara de pano. Proteja você. Proteja sua família. Proteja os seus colegas de trabalho e seus amigos. É preciso fazer com que a gente pare imediatamente o crescimento acelerado dos casos de coronavírus em toda a região Sul da Bahia”, afirmou.

Confira o pronunciamento:

Até esta quinta-feira, o município de Ubatã tinha quatro casos confirmados da doença, sem nenhuma morte. Jequié tem um paciente e não há registro de óbitos. As outras cidades citadas pelo secretário não registraram casos da Covid-19, mas ficam na região em que o número de ocorrências está crescendo nas últimas semanas.

Em Porto Seguro, dos 10 casos positivos do novo coronavírus, oito pacientes já receberam alta médica na semana passada, e a prefeitura resolveu estender o decreto de isolamento por mais 15 dias. Na prática, estão funcionando na cidade apenas o que é considerado essencial, como já acontece em Salvador e em outras regiões do estado.

A prefeitura de Itabuna tem feito o controle dos casos supeitos através da divisão de epidemiologia do município. Os agentes ligados à secretaria de saúde visitam as residências diariamente e fazem exames para acompanhar a evolução da doença ou melhora do paciente. No fim da tarde, é divulgdo pela secretaria um balanço com os dados e os estados clínicos. 

Projeções 
Os cuidados precisam mesmo ser redobrados. Uma plataforma elaborada por pesquisadores da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc), e da Universidade Federal da Bahia (Ufba) faz projeções sobre a evolução do número de casos com ou sem isolamento.

De acordo com a ferramenta, cidades da região Sul vão sofrer uma explosão no número de casos nos próximos dez dias. Com isolamento, Ilhéus deve chegar em 76 pacientes confirmados com a doença, Itabuna (50), Porto Seguro (42), Ipiaú (25), e Vitória da Conquista (16). Municípios que não estão na lista agora devem entrar nos próximos dias, é o caso de Santa Cruz Cabrália onde são estimados 16 pacientes em breve.

Na situação em que a população não respeita o isolamento o cenário é pior. Segundo as projeções, Ilhéus teria 898 casos nos próximos dez dias, sendo seguida de Itabuna (603), Porto Seguro (507), Ipiaú (290), Vitória da Conquista (209), e Santa Cruz Cabrália (200). A expectativa é de que o pico da contaminação aconteça em maio, quando mais de 1 milhão de baianos estarão infectados, segundo os pesquisadores.

Apesar do crescimento vertiginoso no número de pessoas contaminadas, até às 17h desta quinta a região Sul da Bahia tinha poucos óbitos provocados pela doença. Até o momento a pandemia causou 19 mortes no estado, sendo 11 no município de Salvador e oito nos municípios de Lauro de Freitas (1), Itapetinga (1), Utinga (1) e Adustina (1), Araci (1), Itagibá (1), Uruçuca (1) e Ilhéus (1).

Este número contabiliza todos os registros de janeiro até às 17 horas desta quinta-feira (9). Ao todo, 146 pessoas estão recuperadas e 25 estão internadas, sendo 11 em UTI. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais.

Os casos confirmados estão distribuídos em 67 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (53,08%). A mediana de idade dos pacientes é 39 anos, variando de 4 dias de vida até casos confirmados em pessoas com 96 anos. A faixa etária mais acometida foi a de 30 a 39 anos, representando 27,99% do total. Porém, o coeficiente de incidência por 100 mil habitantes foi maior na faixa de 50 a 59 anos (7,34/100.000 hab), indicando o maior risco de adoecer entre essa faixa etária.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas