Semob começa processo de vistorias para mototaxistas em Salvador

salvador
25.01.2021, 17:21:00
Atualizado: 25.01.2021, 17:58:11

Semob começa processo de vistorias para mototaxistas em Salvador

Convocados devem fazer agendamento e comparecer à sede da Transalvador até 24 de fevereiro

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Os condutores classificados no credenciamento para exploração do serviço de mototáxi em Salvador deverão comparecer à vistoria na Coordenadoria de Táxis e Transportes Especiais (Cotae), localizada na sede da Transalvador, no Vale dos Barris.

61 profissionais foram convocados em decisão publicada no do Diário Oficial do Município (DOM) do último dia 13. Todos devem realizar agendamento on-line do serviço pelo site. O prazo para a vistoria começou nesta segunda (25) e termina no dia 24 de fevereiro.

É necessário comparecer no dia agendado com os documentos exigidos no edital. Dentre eles estão o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV) em nome do interessado ou financiamento, apólice do seguro contra riscos para o condutor e passageiro com valor a partir de R$10 mil, duas fotos 5x7, comprovante de pagamento do Documento de Arrecadação Municipal (DAM) e do IPVA, além de Certidão Negativa Criminal. Toda a documentação deve ser original.

Após a entrega da documentação na Cotae, o condutor realizará a vistoria da motocicleta e itens de segurança que já devem estar padronizados.

Para a vistoria é necessário possuir colete na cor amarela, com faixa refletiva e número do prefixo, na forma definida pela Semob; camisa de manga longa ou curta na cor amarela com o número do prefixo como definido pela Semob; dois capacetes na cor amarela, com o número do prefixo e faixas refletivas.

Já o veículo destinado ao serviço de mototáxi, além dos equipamentos exigidos pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB), também deverão ter cor padrão amarela; número de prefixo da permissão, em pintura automotiva, no tanque de combustível e carenagens laterais, na cor preta; alça metálica fixada na parte lateral e posterior do veículo, para sustentação e apoio do passageiro.

Integram a lista o “mata-cachorro”, antena corta-pipa, velocímetro, cano de descarga, escapamento com protetores de isolamento e pára-barro alongado com, no mínimo, 20 centímetros de comprimento.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas