Sete garçons do Senado recebem entre R$ 7 mil e R$ 14,6 mil, diz jornal

brasil
24.04.2013, 11:51:00
Atualizado: 24.04.2013, 11:52:51

Sete garçons do Senado recebem entre R$ 7 mil e R$ 14,6 mil, diz jornal

Todos foram nomeados de uma só vez, num dos atos secretos editados em 2001

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Da Redação 

Os garçons que servem os cafezinhos dos senadores ganham até 20 vezes mais do que o piso da categoria em Brasília. Segundo apurou o jornal O Globo, sete garçons do Senado recebem entre R$ 7,3 mil e R$ 14,6 mil — três deles atuam exclusivamente no plenário, e quatro ficam no cafezinho aos fundos, onde circulam parlamentares, assessores e jornalistas.

Os sete garçons são cargos comissionados na Secretaria Geral da Mesa com títulos de assistentes parlamentares. Segundo O Globo, todos foram nomeados de uma só vez, num dos atos secretos editados em 2001 pelo então diretor-geral do Senado, Agaciel Maia.

Nos últimos 12 anos, os garçons, que tem remuneração básica de R$ 3,3 mil pela AP-5 (categoria de remuneração), para o AP-4 e AP-2, que recebem R$ 6,7 mil e R$ 8,5 mil, respectivamente.

O maior salário é pago, segundo a publicação, ao garçom José Antonio Paiva Torres, conhecido como Zezinho, que serve exclusivamente os senadores no plenário. Zezinho  recebeu R$ 5,2 mil somente em horas extras. A remuneração bruta chegou a R$ 14,6 mil.

José Antonio Paiva Torres, o Zezinho, que serve exclusivamente os senadores no plenário. Ele recebeu R$ 5,2 mil somente em horas extras. A remuneração bruta chegou a R$ 14,6 mil.

Em resposta ao GLOBO, a assessoria de imprensa do Senado afirma que os servidores realizam atividades de apoio previstas no Regulamento Administrativo da Casa.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas