Sob os olhares de Mano, Bahia perde para o Grêmio e amplia jejum

e.c. bahia
10.09.2020, 21:08:00
Atualizado: 10.09.2020, 23:05:35
Bahia de Gilberto abusou de perder chances no ataque e foi castigado com a derrota para o Grêmio, em Pituaçu (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Sob os olhares de Mano, Bahia perde para o Grêmio e amplia jejum

Tricolor chegou ao sexto jogo sem vencer no Campeonato Brasileiro

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Se a primeira impressão é a que fica, o técnico Mano Menezes não deve ter gostado do que viu no primeiro jogo que acompanhou como treinador tricolor. Ainda sob o comando do interino Cláudio Prates, o Bahia voltou a tropeçar no Brasileirão e foi derrotado pelo Grêmio, por 2x0, na noite desta quinta-feira (10), no estádio de Pituaçu.

Alisson e Darlan - um em cada tempo - marcaram os gols do time gaúcho, que não vencia no Brasileirão há seis jogos. Do outro lado, o resultado ampliou para seis partidas o jejum de triunfos que do Esquadrão, que estacionou nos nove pontos e agora ocupa a 15ª colocação, a um ponto da zona de rebaixamento.

Além da derrota, o tricolor ostenta agora também a marca de pior defesa do Brasileirão, ao lado do Red Bull Bragantino, com 14 gols sofridos em oito partidas. 

O próximo compromisso da equipe na Série A será domingo (13), quando recebe o Atlético-GO, às 18h, novamente em Pituaçu, já com Mano Menezes na beira do campo. 

Mano Menezes ao lado do presidente Guilherme Bellintani em um camarote em Pituaçu
(Foto: Arisson Marinho/CORREIO)

O jogo
Antes de bola rolar, os jogadores de Bahia e Grêmio realizaram um manifesto contra as agressões sofridas por atletas e funcionários do Figueirense, na última semana. Quando o jogo começou, o Bahia foi o primeiro a dar as caras.

Com apenas um minuto, Élber aproveitou o erro na saída de bola gaúcha e serviu Gilberto. O camisa 9 mandou uma bomba, mas Vanderlei salvou o Grêmio.

Com as linhas baixas, o Bahia esperava o Grêmio e aproveitava os espaços dado pelo adversário para criar as jogadas, principalmente pelo lado direito de ataque.

Na escapada em velocidade, Élber voltou a encontrar Gilberto. O atacante tentou a finalização, mas o chute explodiu na defesa. Minutos depois Élber lançou Nino Paraíba. O lateral foi na linha de fundo, mas de novo a defesa do Grêmio afastou o perigo.

Enquanto isso, o Grêmio pouco incomodava o Bahia. Mas quando chegou, Mateus Claus precisou fazer grande defesa na jogada ensaiada que terminou com chute à queima roupa de David Braz.

Depois disso, o Bahia voltou a criar bons lances. No chute de Rodriguinho, Vanderlei se esticou todo para salvar. Depois foi a vez de Juninho ganhar do goleiro gremista pelo alto e deixar para Gilberto. Com o gol aberto, o atacante errou a cabeçada e mandou para fora.

Com tantas chances desperdiçadas, os deuses do futebol mandaram um castigo sobre o tricolor baiano. Aos 23 minutos, Cortez mandou o lateral na área, Diego Souza raspou de cabeça e Alisson bateu forte, superando Mateus Claus e abrindo o placar para o Grêmio.

O gol animou o time do Rio Grande do Sul, que quase chegou ao segundo em duas oportunidades. Primeiro Alisson encobriu Mateus Claus, mas não conseguiu concluir e a defesa afastou. Depois na cabeçada de Diego Souza que passou raspando o travessão. Já o Bahia sentiu o baque e passou a ter dificuldade para criar as jogadas.

Sem reação
Na tentativa de deixar o Bahia mais ofensivo, Cláudio Prates voltou do intervalo com o atacante Rossi na vaga do volante Edson. A chance do empate até apareceu logo aos seis minutos, quando Rossi lançou Gilberto. O atacante ganhou da marcação na corrida, mas a finalização parou em Vanderlei. E como no primeiro tempo, o castigo veio logo depois.

Na troca de passes rápidos, Everton deixou Darlan livre dentro da área para chutar forte, estufar as redes de Mateus Claus e fazer 2x0 para o Grêmio aos oito minutos.

Aos 19, Matheus Henrique fez falta dura, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso. Com um homem a mais, o Bahia se lançou ao ataque, mas continuava parando em Vanderlei. Depois do cruzamento, Élber se antecipou a marcação e deu um toquinho que o goleiro gremista salvou.

A superioridade numérica do Bahia, no entanto, durou pouco. Aos 30 minutos, Gregore fez falta violenta e recebeu o vermelho direto. Aí o Grêmio voltou a colocar pressão. O Esquadrão se viu em apuros em dois chutes de Luiz Fernando e na jogada de Orejuela que Claus deu um tapinha salvador. Sem poder de reação, o Bahia viu o tempo passar e amargou mais uma derrota.

Ficha técnica

Bahia 0x2 Grêmio - 9ª rodada do Campeonato Brasileiro

Bahia: Mateus Claus, Nino Paraíba (Jadson), Ernando Juninho e Matheus Bahia; Gregore, Edson (Rossi), Daniel (Clayson) e Rodriguinho (Marco Antônio); Élber e Gilberto (Elton).  Técnico: Cláudio Prates (interino)

Grêmio:  Vanderlei, Orejuela, Paulo Miranda, David Braz e Cortez; Matheus Henrique, Darlan (Rodrigues), Alisson (Guilherme Azevedo), Isaque (Rildo) e Everton (Lucas Silva); Diego Souza (Luiz Fernando). Técnico: Renato Gaúcho

Estádio: Pituaçu, em Salvador 
Gols: Alisson, aos 23 minutos do 1º Tempo; Darlan, aos 8 minutos do 2º Tempo  
Cartão amarelo: Nino Paraíba (Bahia); Darlan (Grêmio)
Cartão vermelho:  Gregore (Bahia); Matheus Henrique (Grêmio) 
Árbitragem:  José Mendonça da Silva Júnior, auxiliado por  Ivan Carlos Bohn e  Jefferson Cleiton Piva da Silva (trio do Paraná).

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas