Starbucks cria a primeira cafeteria dedicada aos deficientes auditivos

bazar
02.11.2018, 18:00:00
(Foto: Shutterstock/Reprodução)

Starbucks cria a primeira cafeteria dedicada aos deficientes auditivos

O espaço fica em Washington DC, capital dos Estados Unidos

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.


A rede de cafeterias Starbucks acaba de abrir uma nova unidade em Washington DC, capital dos Estados Unidos. Mas, dessa vez, o espaço é diferente dos outros - e por um motivo especialíssimo: é dedicado aos clientes surdos ou deficientes auditivos.

Siga o Bazar nas redes sociais e saiba das novidades de gastronomia, turismo, moda, beleza, decoração, tecnologia, pets, bem-estar e as melhores coisas de Salvador e da Bahia:

A fachada da unidade, com a linguagem de sinais estampada
(Foto: Reprodução/Instagram)

Todos os funcionários são fluentes na língua de sinais. E ainda há tablets e telas tecnológicas, para que o consumidor possa escrever o que gostaria de comer e beber, juntamente com seu nome.

Tablets e telas eletrônicas ajudam os clientes a fazerem seus pedidos
(Foto: Reprodução/Instagram)

A nova cafeteria fica perto da Universidade Gallaudet, uma instituição de referência para a comunidade surda. Ela é a única, mundialmente, que permite com que problemas auditivos ou perda total da escuta consigam ter acesso à educação - desde o primário até mesmo o doutorado.

O interior da loja, que fica nos Estados Unidos
(Foto: Reprodução/Instagram)

Outra coisa legal sobre a unidade da Starbucks é que há funcionários surdos, o que significa maior possibilidade de trabalhos. 

A cafeteria tem funcionários surdos na equipe
(Foto: Reprodução/Instagram)

“Além de criar um ambiente totalmente acessível para os membros da comunidade surda, essa nova loja cria oportunidades de emprego e avanço para pessoas surdas e com deficiência auditiva, como baristas, gerentes de loja e outras funções”, disse a presidente da universidade, Roberta J. Cordano, em entrevista ao The Independent.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/nivus-ja-rodamos-na-bahia-com-o-novo-suv-da-volkswagen/
Em vídeo, apresentamos as primeiras impressões sobre o veículo que tem piloto automático inteligente e detector de fadiga
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/depois-de-zidane-renata-fan-recebe-parabens-de-david-beckham-assista/
Ex-jogador inglês enviou mensagem que foi reproduzida no ‘Jogo Aberto’, da Band
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/pf-cumpre-mandados-contra-quadrilha-que-fraudou-mais-de-r-4-milhoes-do-inss/
O grupo é investigado por, pelo menos, 80 benefícios previdenciários suspeitos
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/5-filmes-que-voce-deve-assistir-para-apreciar-as-trilhas-de-ennio-morricone/
Compositor, que morreu aos 91 anos, era grande nome da música no cinema
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/rapper-baiano-hiran-lanca-segundo-disco-galinheiro/
Disco tem participações especiais de Tom Veloso, Majur e outros artistas
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/serie-baiana-que-revela-salvador-sombria-ja-esta-disponivel-no-amazon-prime/
Produção tem roteiro e direção de Julia Ferreira, baiana que estudou cinema em Londres e Madri
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/netos-de-luiz-gonzaga-divulgam-nota-de-nojo-por-uso-de-musica-em-live-de-bolsonaro/
Jair Bolsonaro convidou o presidente da Embratur para tocar durante a live da última quinta
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/moradores-da-lapinha-falam-ao-contrario-e-tem-um-dialeto-o-gualin/
Há meio século, falar ao contrário é considerado sinal de pertença para os moradores “raiz” do bairro da Lapinha
Ler Mais