Sthe Matos diz que 'virose' foi provável causa do sangramento no cérebro

em alta
23.03.2022, 19:59:00
(Reprodução)

Sthe Matos diz que 'virose' foi provável causa do sangramento no cérebro

Em vídeo publicado em seu canal no Youtube, influenciadora conta que tosses podem ter forçado o rompimento de uma das veias do órgão

Saída da internação na UTI após um sangramento no cérebro, a influenciadora baiana Sthe Matos publicou um vídeo em seu canal no Youtube, nesta quarta-feira (23), explicando o que aconteceu com ela e estipulando a provável causa.

"Há uns cinco dias eu comecei a me sentir muito mal e aparentava ser uma virose, sentia dores de cabeça, mas nada forte. (Tive) Dores no corpo, febre, garganta inflamada e muita tosse", começou Sthe. Ela conta que os sintomas começaram durante uma viagem para Maceió e na volta para Salvador foi direto do aeroporto para o hospital.

 

Ela foi examinada, fez o teste de covid - que viria a dar negativo - e foi liberada em seguida após medicação. As dores, no entanto, não passaram e ela começou a sentir uma "dor de cabeça muito forte", principalmente nas regiões anterior e posterior da cabeça. "O que preocupou é que foi uma dor de cabeça muito rápida, em questão de minutos. Eu não conseguir controlar a dor", comenta

Ela conta que teve momentos em que apresentou sinais de perda de lucidez e confusão mental. Ela então foi levada para a emergência por amigas que a acompanhavam.

No hospital, a influenciadora realizou uma tomografia que revelou um sangramento no cérebro. Ela relata que precisou ficar internada para ser mantida em observação pelos médicos. Exames mais precisos descartam suspeitas de AVC, tumor ou meningite.

"Provavelmente, esse sangramento veio devido ao meu quadro viral, meu quadro respiratório. Eu fiquei muitos dias assim (com a virose) e talvez as tosses e o mal-estar forçaram as veias e causaram esse pequeno sangramento", declara a baiana.

Após receber sua alta, ela conta que continuará se cuidando em casa, em repouso. Ela ainda acrescenta que seguirá investigando seu quadro respiratório, que segue debilitado. "Estou medicada, em casa e estou bem. Queria só agradecer a vocês pelo carinho, orações e energias positivas. Não tenho palavras suficientes para agradecer", concluiu.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas