Suspeito de envolvimento em assassinato de PM é preso em Arembepe

bahia
17.05.2021, 17:54:00
Atualizado: 17.05.2021, 17:54:18
Joedson trabalhou na PM durante 11 anos (Foto: Reprodução)

Suspeito de envolvimento em assassinato de PM é preso em Arembepe

Suspeito tinha mandado de prisão por tráfico de drogas; polícia teve apoio de cão farejador Veloide

Um homem acusado de envolvimento no homicídio do policial morte do policial militar Joedson dos Santos Andrade foi preso em Arembepe, mesmo distrito da cidade de Camaçari em que o assassinato aconteceu no último domingo (16). O suspeito estava foragido por tráfico de drogas desde 2019. As informações são da Polícia Civil.

De acordo com a PC, uma ação integrada da 59ªCIPM/Vilas do Atlântico e Patamo resultou na localização do suspeito, que não teve identidade revelada pela polícia. 

Tenente-coronel da Polícia Militar, Wildon Teixeira participou da ação que culminou na prisão. As rondas iniciaram com apoio do cão farejador Veloide, que levou os policiais até uma residência na Rua da Economia. 

“O criminoso efetuou disparos ao avistar as guarnições, além de fazer a dona casa refém, que segundo ele era a sua companheira. Após horas de negociações, ele libertou a mulher e se rendeu”, disse o policial.

Em Abril do ano passado, o policial Joedson foi considerado um Praça Padrão pela Polícia Militar (Foto: Reprodução)


Foram encontrados, com o acusado, uma espingarda calibre 12, um tablete de maconha e 40 trouxas da droga, 67 pinos de cocaína, 29 balas de crack, cinco cartuchos, uma balança, uma balaclava e três celulares com dois carregadores. Ele e os materiais foram encaminhados para a 26ª Delegacia de Polícia (DT/ Vilas de Abrantes). Titular da 26ª DT, a delegada Denielle Sousa Monteiro afirmou que o homem foi autuado por porte ilegal de arma de uso restrito, tráfico de drogas, cárcere privado e sequestro.

“Já temos informações de que ele integrava o grupo que trocou tiros com a PM, resultando na morte do soldado”, disse a delegada antes de afirmar que o suspeito será encaminhado para o Centro de Observação Penal.

 A morte do militar será investigada pela Delegacia de Homicídios Múltiplos (DHM) do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Relembre o caso
Um policial militar foi morto a tiros no início da tarde do último domingo (16) em Arembepe, Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador. Joedson dos Santos Andrade estava a serviço, fazendo rondas nas proximidades da localidade de Fonte das Águas, quando foi alvo dos disparos, segundo a Polícia Militar. 

O crime aconteceu por volta de meio dia. Uma equipe da 59ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/Vila de Abrantes) socorreu o soldado para a Unidade de Pronto Atendimento de Arembepe, mas ele não resistiu aos ferimentos. Em abril do ano passado, Joedson chegou a ser considerado praça padrão da 59ª CIPM.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas