Suspeito de participar da morte do marido de Ângela Bismarchi é preso em Pernambuco

brasil
20.11.2012, 15:20:00
Atualizado: 20.11.2012, 20:58:14

Suspeito de participar da morte do marido de Ângela Bismarchi é preso em Pernambuco

Crime aconteceu em 2002 no Rio de Janeiro

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Da Redação

Um suspeito de participar do assassinato do cirurgião plástico Ox Birmarchi, marido da modelo Ângela Bismarchi, foi preso na madrugada desta terça-feira (20) pela Polícia Civil de Pernambuco.

O suspeito seria caseiro da mansão onde o casal vivia no Rio de Janeiro na época do crime, que aconteceu em 2002. Ele estava escondido em um sítio na zona rural da cidade de Igarassu, na Grande Recife. Segundo o delegado Salatiel Patrício, o suspeito já estava sendo monitorado há alguns meses.


Ângela Bismarchi e o então marido Ox: ele foi morto em latrocínio

O crime aconteceu na casa do cirurgião, na Estrada do Joá, zona sul do Rio de Janeiro. O delegado Patrício disse que cumpriu um mandado de prisão expedido pela 11ª Vara Criminal, do Rio, mas não soube precisar qual a participação dele no crime.

Após prestar depoimento, ele será encaminhado a uma unidade prisional do Grande Recife, onde ficará à disposição da Justiça do Rio.

Crime
Bismarchi foi morto em um latrocínio - roubo seguido de morte. Segundo a investigação, quatro ou cinco homens entraram na mansão para praticar um assalto. O cirurgiuão acordou e percebeu a movimentação dos ladrões - ele pegou uma arma e tentou impedir o crime, mas acabou sendo morto.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas