Taxista é preso com farda da PM e diz que usava roupa para 'seduzir mulheres'

salvador
19.01.2018, 10:20:23
Atualizado: 19.01.2018, 10:33:04

Taxista é preso com farda da PM e diz que usava roupa para 'seduzir mulheres'

Danilo Paixão tinha mandado em aberto por sequestro, onde se passava por policial

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Um taxista foi preso com um fardamento da Polícia Militar em Salvador. O inusitado da história é que ele contou, ao ser abordado, que iria usar a roupa como fantasia para seduzir mulheres.  

Danilo Almeida Paixão, 28 anos, foi abordado no Terreiro de Jesus, no Pelourinho, nesta quarta-feira (17), e levado para a Delegacia do Turista (Deltur). O taxista tinha mandado de prisão em aberto por receptação e extorsão mediante sequestro, onde ele se passava por um policial militar. 

A farda estava escondida no porta-malas. O uniforme, composto por uma camisa preta bordada com o nome de Danilo, calça caqui, um par de coturnos e camisa da Stelecom.

Fardamento estava escondido no porta-malas do táxi
(Foto: Divulgação/Polícia Militar)

Além do fardamento, Danilo também guardava um rádio comunicador, coldre e uma faca. Ele contou à polícia que a farda foi dada por um policial aposentado.

Ele foi autuado por uso de documento falso, falsificação de símbolos identificadores de orgãos da administração pública e usurpação de função pública. O taxista está à disposição da Justiça. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas