'Tenho medo de pegar isso e morrer', disse Paulo Gustavo no início da pandemia

coronavírus
14.04.2021, 14:20:00
(Divulgação)

'Tenho medo de pegar isso e morrer', disse Paulo Gustavo no início da pandemia

Humorista segue internado, fazendo tratamento com ECMO

Em maio do ano passado, o humorista Paulo Gustavo confessou em papo com a amiga Ingrid Guimarães exibido pelo GNT, que estava um pouco paranóico com a pandemia, temendo pegar a doença por conta dos seus problemas respiratórios - ele tem asma. Ontem, ele completou 1 mês internado por conta da covid-19.

Ele explicou que estava tentando cumprir o isolamento com rigor. "Tenho problema respiratório. A medicina não sabe ainda como esse vírus reage dentro de cada pessoa", disse Paulo. "Eu tenho medo de pegar isso, a pessoa não saber o que usar em mim e eu morrer. Tenho medo", acrescentou, dizendo que preferira ficar na quarentena. Paulo passou o período com o marido, Thales Bretas, e os filhos Gael e Romeu. 

Paulo contou que se surpreendeu com sua vontade de ficar em casa, lembrando que estava vivendo um momento mais "família" por conta dos filhos pequenos. "Estou tranquilo de estar em casa", avaliou. "Agora estou tendo que conviver com minha vida, meus fantasmas, meus filhos, e está tudo certo", disse. "No meio dessa tragédia toda, tô podendo ter uma coisa boa que é estar em casa com meus filhos, tô podendo curtir".

O humorista também falou que o isolamento mostrou para as pessoas a importância da arte na vida delas. "Elas tão consumindo músicas, filmes, séries, vendo vídeo no Youtube de peças, de memes...", disse.

Na ocasião, Paulo brincou dizendo que não aguentava mais as lives, febre da pandemia. "Morro de pânico quando toca o telefone e é live. Todo mundo quer fazer live. Não aguento mais live", disse. "Prefiro encontrar ao vivo. Tenho preguiça de falar no celular", comentou também, dizendo que não gostaria de manter as reuniões virtuais para o futuro.

Leia também
Uma máquina para ir além do limite: conheça a ECMO, terapia usada por Paulo Gustavo na luta contra a covid

Paulo continua tratamento
Apesar de algumas pesquisas sobre se a asma é um fator de risco para a covid-19, a doença moderada e grave permanece categorizada desta maneira pelo Centro de Controle de Doenças dos EUA (CDC), equivalente à Anvisa do Brasil. O Ministério da Saúde também indica a notificação de asma em casos de Síndromes Agudas Respiratórias Graves (SRAG), o que inclui a covid-19.

O último boletim médico divulgado sobre o estado do humorista é de domingo (11). De acordo com o comunicado, o humorista teve complicações hemorrágicas e segue internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O quadro do comediante é considerado crítico.

Segundo o informe da equipe médica, “às fístulas bronco-pleurais identificadas e tratadas somaram-se a complicações hemorrágicas, mas que vêm respondendo, de certa forma satisfatória, à reposição dos fatores da coagulação deficitários. A situação clínica do paciente é crítica e todos os profissionais têm se empenhado incessantemente pela sua recuperação”, diz a nota. Ainda de acordo com o boletim, o ator segue fazendo de uso ventilação mecânica e a ECMO. 


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas