Torneio de robótica aberto ao público acontece nesse fim de semana

salvador
04.02.2020, 14:15:05
Atualizado: 04.02.2020, 14:21:03

Torneio de robótica aberto ao público acontece nesse fim de semana

Primeira etapa do First Lego League é uma seletiva para a fase nacional e será no SESI Retiro

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Registro da etapa de 2018 do torneio (Foto: Almiro Neto / Arquivo CORREIO)

Com o intuito de despertar, através da robótica e tecnologia, o interesse de crianças e jovens para as áreas de ciência e matemática, acontece nos próximos dias 8 e 9 de fevereiro, no SESI Retiro, a primeira etapa do First Lego League (FLL).  O torneiro é uma seletiva para a fase nacional e é aberto ao público.

Na disputa, cada grupo de jovens, liderados por dois adultos, precisam trabalhar em sintonia, tendo como base valores como respeito, ganho mútuo e competição amigável. Seguindo regras, eles constroem robôs baseados na linguagem de programação 'Lego Mindstorm', que devem cumprir uma série de missões.

A competição inspira crianças e adolescentes a pensarem como cientistas e engenheiros, usando a criatividade no desenvolvimento de soluções inovadoras para problemas reais. Nesta temporada, o desafio se chama City Shaper, que, em português foi adaptado para “construindo cidades melhores”.

Nesta edição do FLL Bahia são 36 equipes do próprio estado, Alagoas, Sergipe e Piauí, formadas por estudantes de 9 a 16 anos, tanto da Rede SESI de Ensino como de escolas públicas e privadas. “Os juízes avaliam as equipes em quatro provas: Projeto de Inovação, Design do Robô, Core Values, Desafio do robô. Mas, na disputa também contam valores como saber trabalhar em equipe e inclusão, por exemplo”, explica o coordenador do Torneio, Fernando Didier.

O Serviço Social da Indústria (SESI) é o operador oficial do torneio internacional no Brasil. Na Bahia, a instituição é uma das pioneiras a adotar a robótica educacional em sala de aula e a realizar competições interescolares com a participação de equipes daqui e de outros estados.

No FLL, além de estimular a formação de suas equipes e acompanhá-las, o SESI também apadrinha grupos competidores de escolas públicas e de garagem, cedendo material tecnológico LEGO e mentoria para os participantes. “Acreditamos na robótica como metodologia e desenvolvimento da aprendizagem, mas também como ferramenta de transformação social”, conta a gerente de Educação da entidade, Cléssia Lobo.

Programação
Os três primeiros colocados na competição irão para a seletiva nacional do Torneio, que acontece no mês de março, em São Paulo. Na mesma ocasião, haverá seleção para a etapa nacional do F1 In Schools, desafio que faz parte de um projeto internacional da própria Fórmula 1 em que estudantes de ensino médio utilizam diversos recursos tecnológicos para projetar, modelar e testar um protótipo de um carro de F1.

Estreante na categoria F1 In Schools em 2019, o SESI Bahia foi campeão brasileiro na disputa realizada em março, no Rio de Janeiro, e, em novembro do ano passado, representou o Brasil na competição internacional, realizada em Abu Dhabi, capital dos Emirados Árabes. 

No FLL, o público também verá apresentações de equipes envolvidas no First Tech Challenge (FTC), desafio que prevê robôs de maior porte e contempla estudantes de ensino médio e técnico. O SESI Bahia estreou na categoria, em 2019, e concorreu na etapa nacional do Rio de Janeiro, recebendo o Prêmio Pensamento Criativo. Ainda durante o evento, a Celestial Wolves Gaming, primeira academia de games lançada em Salvador, fará demonstrações de E-sports.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas