Trabalho: aprender é a principal estratégia para se manter no mercado em tempos de crise

empregos
04.05.2020, 06:00:00
Aprender a aprender. Essa é a habilidade exigida para a empregabilidade no futuro próximo (Shutterstock/Reprodução)

Trabalho: aprender é a principal estratégia para se manter no mercado em tempos de crise

Especialistas mostram onde e como buscar requalificação para um cenário de incertezas e mudanças

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Há bem pouco tempo, o sucesso profissional estava resumido a conclusão de um curso superior, um emprego numa organização sólida, talvez, uma pós graduação e pronto. No entanto, o mundo mudou e os cenários profissionais também. Recentemente, o Estudo Global de Tendências de Talentos 2020,da Mercer, identificou quatro tendências para esse ano e, dentre elas, a requalificação ganhou destaque especial. 

No entanto, os especialistas em carreira alertam para o fato de que, mais importante do que a capacitação permanente, é saber onde buscar e qual o conhecimento necessário para garantir a permanência num mercado de trabalho em constantes e profundas mudanças. Até por que, as demais tendências diagnosticadas nesse estudo apontam para: o foco no futuro, a intuição com ciência e energia e  a experiência.

De acordo com o futurista, head de inovação da Ayoo e diretor-coordenador do Disruptive MBA Luiz Candreva, não existe um único caminho de formação e requalificação que assegure o sucesso profissional.

“Hoje, esse aprimoramento profissional passa pelo princípio defendido por Alvin Toffler, que é necessário aprender a aprender, desaprender e reaprender”, diz Candreva, ressaltando que a capacidade de aprender é, na verdade, a habilidade do futuro, ou seja, a  capacidade de metamorfose é o que essencialmente vai dar longevidade à relevância das pessoas no mundo corporativo.

Luiz Candreva diz que não existem fórmulas prontas de formação e a empregabilidade, mas assegura que a capacidade de adaptação é fundamental ( foto: Divulgação)

Apesar das empresas reconhecerem a requalificação como o investimento de talento mais importante para impulsionar o sucesso do negócio (99% das organizações investem na transformação), muitas relatam lacunas significativas nas habilidades da força de trabalho. 

Onde formar
Para o líder em inícios de carreiras da Macer, Rafael Recarte, essas lacunas nascem em virtude de um cenário onde tudo é muito efêmero, por um lado, e, por outro, falta ao profissional descobrir como conectar o que é aprendido na vida com as oportunidades do cotidiano. “Nesses cenários altamente disruptivos dos mercados de trabalho, especialmente, nesse período de quarentena, é preciso esquecer fórmulas antigas, que mostravam que o aprendizado era reduzido a reprodução de conhecimentos para um momento onde o aprendizado precisa ocorrer fora de fórmulas prontas”, esclarece.

Rafael salienta que esse é um momento oportuno para o profissional abandonar suas zonas de conforto e começar a pensar nas habilidades que ele pode desenvolver para dar ao seu trabalho um diferencial.

O representante da Macer ressalta que nunca houve tanta necessidade de profissionais capazes de atuar em solução de problemas, gestão de experiências dos clientes finais,  gestões de projetos e em habilidades digitais. “Observe que essas necessidades de mercado não pertencem a uma área específica, elas dizem respeito às habilidades e competências transversais, que passam por diversas áreas e que vão exigir que o profissional saiba propor soluções dentro desse quadro de incertezas”, pontua. 

Em tempos de pandemia, a empresa TIM, por exemplo, investiu na requalificação dos seus colaboradores com temas que fugiam das questões mais pontuais e focam na compreensão desse novo momento de trabalho. De acordo com o diretor de Desenvolvimento, Educação e Inclusão no RH da TIM, Giacomo Strazza, o investimento na educação corporativa vem abordando questões como mindset ágil, gestão de desafios, empoderamento e inteligência emocional. “O mundo do trabalho vai mudar, a pandemia acelerou uma transformação e acredito que os profissionais que estiverem mais preparados para essa nova realidade poderão se sobressair no futuro”, completa.

Vale destacar que o Estudo Global de Tendências de Talentos 2020 da Mercer foi realizado a partir de pesquisas com mais de 7.300 executivos sênior de negócios, líderes de RH e funcionários de nove setores-chave, em 34 países.


Bolsas para ampliar a empregabilidade


A escola online Trilhas do Sucesso oferece bolsas de estudos em cursos nas áreas de informática, negócios, habilidades, produtividade, saúde e finanças. Os bolsistas podem cursar Contabilidade Básica, Gestão de Conflitos, Abrindo Um Novo Negócio Digital, Técnica de Vendas, Liderança, Cuidados com Crianças e Idosos, entre diversos outros.

A Bolsa dará direito a um curso por CPF e um Certificado é emitido mediante realização de todas as atividades, inclusive a pesquisa de satisfação. Tudo online. Para participar, o interessado deve ter mais de 16 anos e ter cursado ou estar cursando o ensino médio. Para garantir uma bolsa, basta acessar o site https://trilhasdosucesso.com.br/querobolsa/

“Quem precisa de emprego já sabe quais as principais solicitações do mercado de trabalho. Sem especialização e conhecimentos elementares de contabilidade e informática é muito mais difícil conseguir recolocação. Tem muita gente aproveitando a quarentena para se qualificar”, avalia Carlos Vasconcelos, diretor da escola Trilhas do Sucesso, idealizadora do programa 1 Milhão de Bolsas.
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas