Trezena de Santa Dulce começa neste sábado com programação digital; confira

coronavírus
01.08.2020, 05:10:00
Cenas como a dessa imagem, com o Santuário da Santa Dulce lotado, não serão vistas na festa da Santa em 2020 (Foto: Osid/Divulgação)

Trezena de Santa Dulce começa neste sábado com programação digital; confira

Fiéis lembram com saudade de festas anteriores em homenagem ao Anjo Bom da Bahia

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Era outubro de 2019 quando a Bahia estava em festa pela canonização de Irmã Dulce. Desde aquele dia, a baiana passou a ser reconhecida como Santa Dulce dos Pobres e houve festa em todo lugar do mundo. É difícil imaginar que qualquer brasileiro, no Vaticano ou em Roma - o da Cidade Baixa - pensava que a 1ª festa da 1ª santa brasileira não tivesse público. Mas veio a pandemia do coronavírus e até a fé precisou se reorganizar.

Uma grande festa estava planejada para comemorar a trezena de Santa Dulce dos Pobres, que começa hoje e vai até o próximo dia 13 de agosto. Também pudera: de acordo com as Obras Sociais Irmã Dulce (Osid) o movimento no Santuário mais do que quadruplicou desde a canonização: o complexo que recebia uma média de 6 mil visitantes mensais passou a ter 26 mil. As missas diárias saltaram de 400 para 1400 pessoas. A festa de arromba estava de vento em popa.

"A gente esperava uma quantidade muito grande de gente. Nos três primeiros meses do ano recebemos romarias do Rio de Janeiro, de Goiânia com mais de 100 pessoas de várias paróquias de lá. Esperávamos o santuário lotado, com muita visita ao memorial dela e tudo que compõe o complexo turístico-religioso. A esperança ainda subiu mais com o Caminho da Fé inaugurado", diz Márcio Didier, gestor do Complexo Santuário Santa Dulce dos Pobres.

Pois é. Os devotos que esperavam viver esses momentos no Santuário de Santa Dulce dos Pobres vão ter que festejar à distância. Uma ampla programação foi montada para celebrar a santa baiana, mas quase todos os festejos vão ocorrer virtualmente. Presencial mesmo, só uma carreata com peregrinação da imagem de Santa Dulce dos Pobres pelas ruas de Salvador, que vai ocorrer no dia 9 de agosto.

A expectativa anterior à pandemia era de fazer uma grande festa. A trezena teria Romarias de vários lugares do Brasil e o Santuário estava se preparando para receber um grande volume de turistas, fieis ou não.

"Todo dia 13 sempre foi lotado aqui e tínhamos essa expectativa principalmente por se tratar desta primeira vez após a canonização", disse o gestor.

Devota de Santa Dulce, dona Maria Clementina, 69, lamenta por não poder ir à trezena presencialmente neste ano. Recuperada de um câncer contra quem lutou durante 6 anosna unidade de alta complexidade em Oncologia da Osid, ela queria dedicar essas quase duas semanas à Santa dos Pobres.

"Queria não. Quero! E vou. Eu sei que ela intercedeu por mim enquanto estava na cama e todo ano a festa dela é muito bonita. Fico triste que logo agora depois dela virar Santa a gente que é fiel não poderá ir à rua para agradecer e comungar da mensagem de paz e caridade que ela nos ensina", falou dona Maria.

Moradora do bairro do Bonfim, bem pertinho do Santuário, ela conta com a ajuda do neto, Fernando, de 16 anos, para acompanhar toda a programação da trezena. "Nem que ele seja obrigado a me dar o celular dele eu vou assistir e acompanhar tudo", exclama aos risos.

Conhecida como Ana de Irmã Dulce, a advogada Ana Lúcia Dantas é uma das responsáveis pela canonização da Santa. Após um acidente doméstico com seu filho, ela pensou que não conseguiria sobreviver. Desesperada, deitada em sua cama com a criança no colo, viu, de costas, a imagem da freira andando em sua casa com seu hábito azul.

“Ela foi o anjo que Deus me enviou para nos salvar daquele momento de perigo”, conta Ana, que prefere não divulgar publicamente o tipo do acidente. O fato aconteceu no final dos anos 1980 e desde então Ana sempre quis visitar as Obras Sociais Irmã Dulce (Osid) para agradecer a freira pelo salvamento. Não conseguiu com a freira viva, mas prometeu levar o seu legado adiante com todas as forças que tivesse.

Ana Lúcia foi agraciada com um milagre de Santa Dulce dos Pobres (Foto: Arquivo CORREIO)

Graças ao seu empenho, a história da cura de Cláudia do Santos chegou ao Vaticano e se transformou no primeiro milagre realizado por Dulce. “Eu levava muitos santinhos para o padre Almí [o padre que rezou por Cláudia durante sua hemorragia]. Quando ele soube que ela estava doente, levou um desses santinhos para as orações. Cláudia se curou e eu, como advogada, ainda tive a honra de escrever parte do processo que foi levado para a avaliação do Vaticano. Fui buscar o estudo, fui à maternidade, pesquisei. Eu sabia que ela já era santa”, conta a advogada, que tem imagens de Dulce espalhadas por todos os cantos do seu escritório Aguiar Beltrão, em Aracaju, além da sua casa.

A voz da advogada denuncia o pesar por não conseguir estar no Santuário durante esta trezena. A saudade "do cheiro, da luz, de todas asquelas sensações que só sentimos lá faz falta". O tom trêmulo muda de forma súbita quando ela afirma que esse período acabou aproximando mais os devotos da Santa. E mais: com a força da fé, ela assegura que no dia 13 de outubro haverá uma grande comemoração. Pelo primeiro ano da canonização e pelo agradecimento pela vitória contra a pandemia.

Programação
A programação da 1ª edição da Festa em honra a Santa Dulce dos Pobres promete muita emoção para fiéis e demais admiradores da vida e obra do Anjo Bom do Brasil. Aguardadas com imensa expectativa desde a Canonização da religiosa baiana, as comemorações chegam ao mês de agosto trazendo uma agenda de eventos totalmente voltada ao ambiente online. 

Atento aos cuidados com a saúde em tempos de pandemia do novo coronavírus, o calendário festivo será transmitido exclusivamente pelas redes sociais, e contará com Missas, Novena, lançamento de um documentário inédito sobre a trajetória da primeira santa brasileira, exibição de programas sobre o legado de amor da Mãe dos Pobres, concurso virtual, lançamento de um curta-metragem, sarau com a participação de artistas e romaria virtual.

Destaque também para a transmissão da Missa Solene, no dia 13 de agosto (dia litúrgico da Santa Dulce dos Pobres), às 9h, presidida pelo Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, cardeal Dom Sergio da Rocha. As transmissões online da festa terão início no próximo sábado (1º de agosto) e seguirão até o dia 13 pelas redes sociais: Instagram e Facebook (@santuariosantadulce) e YouTube (obrasirmadulce).

Para o reitor do Santuário, frei Giovanni Messias, “o momento de isolamento social tornou ainda mais necessário enfatizar a vida interior da Santa Dulce, exaltar a sua santidade. Irmã Dulce é exemplo para a vida das pessoas, uma vida que muito tem a nos falar, um exemplo de fé inabalável, esperança e amor ao próximo. Mesmo em isolamento, nessa festa somos convidados a unir nossos corações em comunhão, agradecendo pelo testemunho da Santa Dulce entre nós”.

Agenda festiva
As homenagens à freira baiana acontecerão ao longo do mês de agosto e trarão como um dos pontos altos a Missa Solene, com transmissão online no dia 13 de agosto (data oficial da Santa Dulce dos Pobres), às 9h, presidida pelo Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, cardeal Dom Sergio da Rocha. Já no período de 1º a 13 de agosto, haverá missas diárias, sempre às 9h, com transmissão também pelas redes sociais.

Logo após as celebrações, irá ao ar uma programação especial do Santuário, com vídeos que abordam temáticas ligadas à trajetória de Irmã Dulce e sua santidade, no horário das 10h30 às 18h20, pelo YouTube (obrasirmadulce).

Entre os temas dos quadros, estão “Santa Dulce mudou minha vida”, “Cartas de Santa Dulce”, “Bate papo sobre espiritualidade”, “Passos de Santa Dulce dos Pobres”, “Eu vivi a Canonização”, entre outras atrações. Nesse período, no horário das 15h, acontecerá também a transmissão do Terço da Santa Dulce dos Pobres, com Benção do Santíssimo. Já às 18h25, será transmitida a Novena.

Entre os momentos marcantes da programação, destaque ainda para a peregrinação da imagem de Santa Dulce dos Pobres pela cidade de Salvador, no dia 9 de agosto, a partir das 10h30, percorrendo em carreata diversos bairros da capital.

A agenda segue com a transmissão do Sarau Santa Dulce dos Pobres, dia 12, às 19h, com a participação de artistas; e a Vigília, dia 7, das 22h às 6h, conduzida pelas comunidades Shalom, Maranatá, Nascidos da Luz e Lúmen. Tanto o Sarau quanto a Vigília serão transmitidos pelo Youtube.

O calendário dedicado à primeira santa brasileira ainda inclui o I Concurso Virtual Altar de Santa Dulce dos Pobres. O concurso é aberto ao público em geral, incluindo crianças a partir dos cinco anos de idade (com a concordância do responsável, por meio do preenchimento do Termo de Responsabilidade). As inscrições estão abertas e podem ser feitas até o dia 5 de agosto, no site www.irmadulce.org.br/concurso.

O resultado será divulgado no dia 12 de agosto, pelas redes sociais. No concurso virtual, cada participante deverá montar um altar em honra a Santa Dulce, com tema livre, e em seguida tirar duas fotos e enviar pelo site junto com a ficha de inscrição preenchida. Entre os critérios que serão avaliados estão criatividade, originalidade e sustentabilidade, além da presença da imagem de Santa Dulce em destaque (a imagem pode ser de qualquer material).

Curta-metragem e documentário
Com estreia marcada para 9 de agosto, às 17h, chegará às telas de todo o Brasil - via streaming - o filme “Santa Dulce dos Pobres - Rogai por nós”. Com duas horas de duração, o documentário mostra a trajetória de amor e fé de Maria Rita de Souza Brito Lopes Pontes, a Irmã Dulce, que foi canonizada em 2019, tornando-se a primeira santa de nosso tempo nascida no Brasil. 

A obra narra a vida da freira baiana desde sua infância; a vocação religiosa; e sua caminhada em favor dos pobres e doentes. O filme traz ainda tudo sobre os milagres do Anjo Bom; as homenagens em Roma, na Itália, em função de sua Canonização; a histórica cerimônia do dia 13 de outubro de 2019, presidida pelo Papa Francisco, no Vaticano; e a primeira celebração no Brasil após a Canonização, que reuniu mais de 50 mil pessoas na Arena Fonte Nova, em Salvador.

Os ingressos para a sessão online já estão à venda no site www.filmesantadulce.org.br. A renda será direcionada para a manutenção das atividades da Osid.

Venda de ingressos para sessão virtual do documentário de Santa Dulce estão à venda (Foto: Arquivo Osid)

Entre as produções em homenagem à religiosa baiana, destaque também para o lançamento do curta-metragem “A vida interior de Santa Dulce dos Pobres”, no dia 11 de agosto, às 19h, com transmissão pelo YouTube (obrasirmadulce). Mais informações sobre toda a programação dedicada ao Anjo Bom estão disponíveis no quadro abaixo.

Programação:
Transmissões Online e Diárias - de 1º a 13 de agosto

9h:  Missa
10h30: Santa Dulce mudou minha vida
14h30: Bate papo sobre espiritualidade
14h45: Sementes de amor
14h46: Pilares do Dulcismo (1º a 4/08);
A escola vive os valores de Santa Dulce dos Pobres (05 a 08/08)

Quadros infantis (09 a 13/08)
14h50: Cartas de Santa Dulce dos Pobres
14h53: Passos de Santa Dulce dos Pobres
14h58: Eu vou pelo caminho da fé
15h00: Terço de Santa Dulce dos Pobres, com Bênção do Santíssimo
18h00: Memorial na sua casa
18h03: Sementes de amor
18h05: Eu vivi a Canonização
18h07: Romaria virtual
18h12: Eu vou pelo caminho da fé
18h16: Santa Dulce mudou minha vida
18h20: Cartas de Santa Dulce
18h25: Novena

Programação em dias específicos:
De 13/07 a 05/08: Inscrições para o I Concurso Virtual Altar de Santa Dulce dos Pobres - (Informações no site www.irmadulce.org.br/concurso)
01/08: Palavra do Pastor - (logo após a transmissão da missa das 9h)
07/08: Vigília conduzida pelas comunidades Shalom, Maranatá, Nascidos da Cruz e Lúmem - (das 22h às 6h, com transmissão pelo YouTube: obrasirmadulce)
09/08: Peregrinação da imagem de Santa Dulce dos Pobres pelas ruas de Salvador - (carreata terá início após a missa das 9h)
09/08: Lançamento do documentário “Santa Dulce dos Pobres - Rogai por nós” - (estreia online às 17h. Ingressos à venda no site www.filmesantadulce.org.br)
11/08:   Lançamento do curta-metragem “A Vida Interior de Santa Dulce dos Pobres” - (às 19h, com transmissão pelo YouTube: obrasirmadulce)
12/08: Sarau de Santa Dulce, com artistas convidados - (às 19h, com transmissão pelas redes sociais do Santuário)
13/08: Missa Solene Presidida pelo Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Dom Sergio da Rocha. - (às 9h, com transmissão pelas redes sociais do Santuário)

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas