Turistas argentino e uruguaio são espancados na Ondina durante o Carnaval

salvador
26.02.2020, 12:46:48
Atualizado: 26.02.2020, 12:51:35

Turistas argentino e uruguaio são espancados na Ondina durante o Carnaval

Ambos foram socorridos para o HGE; Um está estável e outro já teve alta

Mais dois turistas estrangeiros foram vítimas da violência no Carnaval de Salvador. Desta vez foram espancados um argentino e um uruguaio. As duas ocorrências aconteceram no circuito Ondina, entre os dias 22 (sábado) e 25 (terça-feira). 

No segundo dia da festa, o israelense Shoam Zilbertein, 21 anos, foi agredido durante uma tentativa de assalto quando passava pelo circuito da Barra na madrugada. Ele foi atacado com socos no rosto e com uma pedrada na cabeça. 

Na terça, o argentino Santos Augusto Amenta foi agredido com socos por um grupo de pessoas ainda não identificado. Ele foi socorrido ao Hospital Geral do Estado (HGE), onde permanece estável. De acordo com funcionários da unidade, o estado de saúde dele é estável. Este caso é investigado pela Delegacia de Proteção ao Turista (Deltur).

De acordo com informações da própria vítima dada aos funcionários do hospital, Santos passava na Rua Baependi quando foi atacado por um grupo de pessoas que aleatoriamente agredia os foliões. 

Uruguaio
Quem também foi vítima da violência do Carnaval de Salvador foi o dançarino uruguaio Andrés Maximiliano Alonso Pena, 31 anos, durante um assalto na Ondina, no sábado. Ele tinha acabado de sair do Camarote da Ufba quando foi atingido com cacetadas por homens e mulheres que lhe levaram o celular, documentos e dinheiro.

Andrés está há 11 meses no Brasil e negociava dar aulas de dança num bloco afro através de um convênio com o consulado do Uruguai. No dia da agressão, ele foi socorrido para o HGE e já teve alta.

Investigação
Segundo a Polícia Civil, os casos dos turistas argentino e uruguaio estão sendo investigados pela 7ª Delegacia (rio Vermelho). A assessoria de comunicação da PC informou que não há mais detalhes sobre as ocorrências. 
 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas