Universidade de Oxford vai fazer testes da vacina em crianças e adolescentes

coronavírus
13.02.2021, 09:34:46
Atualizado: 13.02.2021, 09:43:06
(Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Universidade de Oxford vai fazer testes da vacina em crianças e adolescentes

Serão avaliados a segurança e as respostas imunológicas em pessoas de 6 a 17 anos

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Pesquisadores da Universidade de Oxford anunciaram que vão fazer testes da fase 2 da vacina ChAdOx1 nCoV-19 em crianças e adolescentes. Nesta etapa, serão avaliados a segurança e as respostas imunológicas em pessoas de 6 a 17 anos.

De acordo com a universidade, o ensaio será randomizado, com a escolha aleatória de quais voluntários irão receber a vacina da Covid-19 e quais receberão uma vacina contra a meningite, que tem efeitos colaterais similares, como dor no braço. Dos 300 participantes inscritos, 240 deverão receber a vacina de Oxford/ AstraZeneca.

"Embora a maioria das crianças não seja relativamente afetada pelo coronavírus e é improvável que fique doente devido à infecção, é importante estabelecer qual é a segurança e a resposta imunológica", explicou Andrew Pollard, diretor do Grupo de Vacinas de Oxford.

De acordo com os pesquisadores, os testes deverão iniciar ainda em fevereiro. A pesquisa será financiada pelo Instituto Nacional de Pesquisa em Saúde do Reino Unido e pela AstraZeneca, farmacêutica que desenvolveu a vacina junta à Universidade de Oxford. Após o encerramento da fase 2, os pesquisadores realizarão o ensaio de fase 3, que avaliará a eficácia do imunizante nesta faixa etária. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas