Vândalos invadem Hospital Regional de Juazeiro e destroem equipamentos

bahia
04.01.2021, 14:02:00
Atualizado: 04.01.2021, 14:04:32
(Foto: Reprodução)

Vândalos invadem Hospital Regional de Juazeiro e destroem equipamentos

Apesar do ataque, unidade seguirá com atendimentos normalmente

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Janelas, portas e até computadores do Hospital Regional de Juazeiro (HRJ), localizado na região Norte da Bahia, foram destruídos após ataques de vândalos na madrugada do último domingo (3). Vários pontos da unidade foram destruídos pela ação dos criminosos, que deixaram portas completamente destruídas, vidraças de janela quebradas e computadores danificados no chão do local. 

A Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), por meio de nota, informou que já prestou queixa na delegacia. A Polícia Civil já realizou perícia no local para iniciar o processo de investigação do caso, no entanto, ainda não existem informações sobre os responsáveis pelo ataque e a motivação do crime.

Vidros de janelas do HRJ foram destrúidos no ataque (Foto: Reprodução)

As Obras Sociais Irmã Dulce (Osid), que é a instituição responsável atualmente pela administração da unidade, garantiu que apesar do ataque, a unidade não suspenderá seus atendimentos. "Sobre o ocorrido no Hospital Regional de Juazeiro, o ato de vandalismo não afetou a área de assistência. A unidade segue realizando os atendimentos normalmente", informa.

Ainda segundo a assessoria das Osid, não há uma estimativa do prejuízo que, apesar de não interromper o atendimento da unidade, prejudicou setores do hospital que dependiam dos computadores, por exemplo.

Porta do local ficou completamente danificada (Foto: Reprodução)

Operação Metástase
As Osid só assumiram o gerenciamento do Hospital Regional de Juazeiro em novembro de 2020, depois do afastamento do antigo administrador, o Instituto Brasileiro de Desenvolvimento da Administração Hospitalar (IBDAH), que é investigado pela Polícia Federal na Operação Metástase. A ação esarticulou um esquema de fraude em licitações e desvio de recursos públicos destinados ao HRJ.

O processo investigatório da Policia Federal apurou que a organização criminosa que foi alvo da operação é responsável por fraudar licitações públicas e passou a ter controle sobre a gestão de diversas unidades de saúde da rede estadual, que contavam com administração indireta, por meio de licitação.  

A polícia afirma mais de R$ 6 milhões foram desviados entre setembro de 2017 e dezembro de 2019 pelo esquema. Além de Juazeiro, mandados foram cumpridos nos municípios de Salvador, Castro Alves e Guanambi.

*Com orientação da subchefe de reportagem Monique Lôbo

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas