Vendedora processa Gusttavo Lima por número citado em música: 'Não tenho paz'

em alta
21.01.2022, 16:22:00
(Reprodução)

Vendedora processa Gusttavo Lima por número citado em música: 'Não tenho paz'

Ela conta que recebe mais de 2 mil mensagens e 300 ligações por dia em telefone que usa para trabalhar

Uma vendedora do interior do Mato Grosso do Sul está processando o cantor Gusttavo Lima depois do seu número de telefone, sem o DDD, ser citado na música "Bloqueado", novo hit do sertanejo. Ela diz que recebeu "milhares de mensagens e muitas, muitas mesmo, ligações" desde o lançamento da canção. Desde então, a vendedora Alessandra viu a vida mudar. "Minha vida virou um inferno, não tenho paz".

Na música, Gusttavo trata de um homem apaixonado que na busca por um antigo amor descobre que foi bloqueado. Antes do refrão, o número de telefone de Alessandra é citado. No clipe, lançado no Youtube em novembro do ano passado, já foram mais de 36 milhões de visualizações.

"São mais de 300 ligações e 2 mil mensagens por dia. Eu não posso trocar de número, trabalho como vendedora e meu número é meu meio de trabalho, tenho este número há muito tempo", diz a vendedora ao G1.

Rotina mudada
Alessandra lembra que logo após o lançamento da música começou a receber muitas mensagens e ligações pedindo para ela desbloquear Gusttavo Lima. "Começaram a me mandar mensagem com trecho da música. Agora que explodiu a música, a situação ficou completamente desconfortável", lamenta.

A maioria das mensagens é de números com DDD do próprio Mato Grosso do Sul, o que prejudica a identificar possíveis clientes, já que usa o telefone profissionalmente. As ligações acontecem até durante a madrugada. "É um constrangimento enorme, as pessoas não respeitam".

Conversa
Antes de entrar com ação na Justiça, a vendedora diz que entrou em contato com a equipe do sertanejo. "A produção fez pouco caso, como não teve efeito, entrei com a ação, não é justo. Eu liguei na produção a primeira vez e disseram para eu trocar de chip. Porque ele não comprou um chip com um número para música?", questiona.

Ela diz também que as pessoas estão mais agressivas e tem recebido xingamentos. "Ele que colocasse o número dele. As pessoas começaram a ser mais agressivas, pediam para eu desbloquear o Gusttavo Lima, começaram a me xingar de oportunista e entrei com ação".

A equipe do sertanejo não comentou.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas