Vereadores acompanham trabalho de limpeza na praia de Amaralina

salvador
24.10.2019, 12:46:00
Atualizado: 24.10.2019, 21:06:18
(Foto: Tiago Caldas/CORREIO)

Vereadores acompanham trabalho de limpeza na praia de Amaralina

Mais de cem toneladas de óleo já foram retiradas das praias de Salvador, segundo a Limpurb

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Vestidos de preto e com a frase: 'Somos mais que discurso', cerca de 30 pessoas - entre vereadores e funcionários da Câmara Municipal de Salvador - visitaram a praia de Amaralina na manhã desta quinta-feira (24) para acompanhar os agentes de limpeza da Empresa de Limpeza Urbana do Salvador (Limpurb) durante a retirada de resíduos de óleo de petróleo das praias da cidade.

Devidamente equipados de luvas, máscaras e botas, os vereadores vistoriaram o trabalho dos agentes no processo de retirada dos resíduos grudados nas pedras da praia. Com a mão na massa, o presidente da Casa Legislativa, Geraldo Júnior, classificou a iniciativa dos parlamentares como importante para a conscientização da sociedade civil para o desastre ambiental.

Segundo ele, a Câmara tem cobrado constantes posicionamentos dos vereadores nas sessões, independente de ideologia partidária. "Sabemos que o cidadão da nossa cidade tem o espírito da voluntariedade e espontaneidade, mas isso requer preocupação e precaução. A casa do povo tem cobrado incansavelmente  pronunciamentos dos vereadores contra esse grande crime ecológico no nosso ecossistema marinho", afirmou Geraldo, que aproveitou para parabenizar o trabalho dos agentes de limpeza da Limpurb e da prefeitura de Salvador. 

"Precisamos parabenizar a atuação da prefeitura, através da Limpurb, que esta aqui diuturnamente nas praias da cidade. Eles estão fazendo um trabalho simplificado, tirando das pedras esses resíduos pequenos. Não é um trabalho fácil e hoje os vereadores tiveram essa participação, na intenção de efetivar e colaborar com eles", completou. 

Ainda segundo Geraldo, a Câmara convidou todos os vereadores para a visita à praia. No entanto, nem todos puderam comparecer ao local por outros compromissos parlamentares. "Infelizmente, nem todos puderam comparecer por conta de outros compromissos parlamentares. Mas estamos firmes aqui, independente de ideologia partidária. São vereadores de situação e oposição juntos nessa causa", ressaltou Geraldo Jr.

Também presente na praia de Amaralina, o presidente da Limpurb, Marcus Vínicius Passos, afirmou que cerca de 104 toneladas de resíduos já foram retirados das praias da capital baiana até a quarta-feira (23).  Para ele, a ação dos vereadores é de suma importância, pois é uma forma a mais de contribuir para enfrentar o desastre ambiental nas praias.

"É uma ação importantíssima e a prefeitura tem feito o seu papel. A mobilização da sociedade civil como um todo, é muito bem-vinda. Esse ato dos vereadores partiu do presidente Geraldo, ele me ligou pedindo para participar e contribuir com a causa. Quanto mais unir forças e pessoas, quem ganha com isso é a cidade. Todos temos que ajudar.  São cerca de 600 homens da Limpurb engajados na limpeza junto com os voluntários. É um trabalho cirúrgico, de formiguinha, mas vamos continuar trabalhando", explicou Marcus.

Vereador de oposição e presidente da comissão de desenvolvimento sustentável da Câmara, o vereador Marcos Mendes, fez questão de alertar sobre a utilização de equipamentos de segurança necessários para a remoção dos resíduos.

Segundo ele, a exposição ao material pode causar danos graves a saúde por o óleo possuir substâncias químicas como gases como benzeno, HPA, hidrocarboneto policiclico aromático, que segundo ele, pode ser cancerígeno.

"O povo nordestino e o baiano principalmente é um povo extremamente solidário. Todos estão tentado ajudar de alguma forma. Viemos também ajudar a orientar essas pessoas que querem ajudar na retirada para não ficarem expostas ao material que pode conter substâncias químicas prejudiciais a saúde", explicou o vereador.

*Com orientação da chefe de reportagem Perla Ribeiro

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas