Vestibular da Uefs terá cotas para transexuais, travestis ou transgêneros

bahia
17.10.2019, 10:11:00
(Foto: Divulgação/Uefs)

Vestibular da Uefs terá cotas para transexuais, travestis ou transgêneros

Nova regra passa a valer no processo seletivo de 2020.2

A partir do semestre letivo 2020.2 a Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) vai destinar cotas para candidatos com deficiência; ciganos e  transexuais, travestis ou transgêneros. Serão três sobrevagas por curso, além das duas vagas já previstas para indígenas e quilombolas. A decisão é do Conselho Universitário (Consu), que aprovou na última terça-feira (15) a nova Resolução de Cotas da instituição de ensino. 

De acordo com o reitor da Uefs, professor Evandro do Nascimento, a nova resolução de reserva de vagas para grupos populacionais historicamente excluídos do acesso ao ensino superior é uma reafirmação do caráter inclusivo e socialmente responsável da Uefs. “É uma demonstração de compromisso com as transformações sociais que o Brasil ainda precisa imprimir para termos uma sociedade com mais igualdade de oportunidades, menos preconceitos e mais justiça social”, disse.

Já a pró-reitora de Políticas Afirmativas e Assuntos Estudantis, professora Sandra Nívia Soares, destacou que a aprovação da nova resolução é a continuidade de uma luta que se inicia em 2003 pelos movimentos sociais externos e internos. “A Uefs continua se consolidando como universidade pública, gratuita, socialmente referenciada e inclusiva. É um desafio institucional criar novas políticas para atender a estes novos sujeitos no plano material, e também no plano simbólico da cultura e da assistência estudantil”, afirmou.

A nova Resolução de Cotas deverá ser publicada em breve no Diário Oficial do Estado (DOE) e terá aplicação a partir do semestre letivo 2020.2.
 

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas