Viatura da Polícia Rodoviária Federal é atingida por disparos de arma de fogo em Simões Filho

salvador
04.06.2021, 18:41:45
Ônibus param na Rua da Matriz; pessoas estão tendo que andar mais de 2km (Paula Fróes/CORREIO)

Viatura da Polícia Rodoviária Federal é atingida por disparos de arma de fogo em Simões Filho

Devido ao acontecimento, ônibus não estão circulando no bairro vizinho, em Salvador



Oito suspeitos de assalto à mão armada abriram fogo contra agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) na manhã desta sexta-feira (04), no município de Simões Filho. De acordo com a assessoria do órgão, não houve feridos e as buscas seguem na tentativa de capturar os suspeitos.

Por volta das 5h25, os policiais faziam fiscalização no km 613 da BR-324 quando visualizaram o trânsito interrompido. Tratava-se de uma tentativa de assalto. Os policiais teriam sido recebidos com disparos de arma de fogo pelos homens, que só conseguiram atingir a viatura operacional da PRF.

Os suspeitos fugiram a pé para o bairro soteropolitano da Palestina, vizinho da região de Valéria. Devido ao acontecimento, os ônibus deixaram de circular no local. Segundo o diretor de comunicação do Sindicato dos Rodoviários, Daniel Mota, não há previsão para a normalização da situação.

"Os tiros se iniciaram ontem à noite e continuaram hoje de madrugada, então os ônibus só estão indo até certo ponto, não chegam ao final de linha de Nova Brasília. Hoje deve continuar assim e no fim de semana também acho difícil voltarem a rodar. Vamos avaliar, mas ainda não posso afirmar uma previsão com certeza", afirmou o representante da categoria.

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas