Vídeo: drone mostra como ficou pista de pouso após queda de avião em Maraú

bahia
19.11.2019, 05:00:00

Vídeo: drone mostra como ficou pista de pouso após queda de avião em Maraú

Imagens mostram pista com marcas de incêndio e danos na aeronave

O CORREIO teve acesso a imagens de drone que mostram as marcas do acidente aéreo que aconteceu em acidente aéreo que ocorreu em Maraú, no sul da Bahia, na última quinta-feira (14). A queda do bimotor deixou deixou três mortos e sete feridos.

No vídeo, que tem 1 minuto e 56 segundos de duração, é possível ver as marcas do avião Cessna 550 Aircraft na cabeceira 11 da pista do Aeródromo Barra Grande. Os sinais de incêndio que aparecem na pista indicam que o avião, após tocar o solo, se arrastou e, já pegando fogo, se deslocou até parar no lado esquerdo da pista.

Uma das hipóteses da Força Aérea Brasileira (FAB), que investiga o caso, é que o piloto Aires Napoleão Guerra iniciou o pouso do avião antes da pista. O caso está sob responsabilidade de investigadores do Segundo Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA II), órgão regional do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA), ligado à FAB. Eles estão em Maraú desde sexta-feira (15) coletando informações.


Apesar da suspeita, a FAB informou que “todas as hipóteses para as causas do acidente estão sendo investigadas”, e que o prazo para finalização do relatório sobre o ocorrido é “o mais breve possível”.

A hipótese de pouso antes da pista é a que mais está sendo levada em conta para a causa do acidente, considerando o percurso que o avião fez depois de pousar no Aeródromo Barra Grande. O espaço é homologado pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) desde 2013 e não tem restrições atuais para pouso e decolagem.

Relembre o caso
O acidente aéreo que ocorreu em Maraú deixou três mortos: a jornalista e relações públicas Marcela Brandão Elias, 37 anos; a irmã dela, Maysa Mussi; além do ex-piloto de Stock Car Tuka Rocha, 36 anos.

Maysa Mussi, vítima fatal, e Eduardo Mussi, sobrevivente, se casaram há poucos meses, em Itacaré (Foto: Instagram/Reprodução)

Marcela foi a única a morrer no local. Ela teve o corpo carbonizado e foi transferida nesta segunda-feira (18) para o Instituto Médico Legal Nina Rodrigues (IMLNR), em Salvador, onde aguarda alguns exames para ser identificada. Já Maysa, que estava internada no Hospital do Subúrbio desde o dia do acidente, morreu neste sábado (16) após não resistir à transferência para o Hospital Geral do Estado (HGE), onde estão todos os sobreviventes.

Tuka Rocha teve 80% do corpo queimado 
(Foto: Gabriel Pedreschi/Grande Prêmio)

No domingo (17), foi confirmada a morte de Tuka, que teve 80% do corpo queimado e, por ter inalado muita fumaça, sofreu intoxicação pulmonar e teve comprometimento em duas funções renais. Segundo amigos, ele teria voltado ao avião em chamas para salvar um passageiro de seis anos.

Além das três vítimas fatais, o jatinho transportava Eduardo Trajano Elias (marido de Marcela) e Eduardo Brandão (de 6 anos e filho do casal); Eduardo Mussi, também ocupante do avião, marido de Maysa e irmão do deputado federal licenciado Guilherme Mussi (PP-SP); Marcelo Constantino Alves, neto de Nonô Constantivo, fundador da Gol; Marie Cavelan, Fernando Oliveira e Aires Napoleão Guerra, piloto do avião.

Marcela Elias, que morreu em acidente, e seu sogro Jorge 
(Foto: Instagram/Reprodução)

Leia mais: jornalista morta em Maraú era conhecida na alta sociedade paulistana

Sobreviventes
Dos sobreviventes, sete seguem internados em estado grave no setor de queimados do Hospital Geral do Estado (HGE). A maior parte deles está sob efeito de sedativos, por causa da forte dor pelo corpo, e alguns chegaram a precisar de anestesia geral para que a equipe médica pudesse fazer o processo de limpeza e curativos.

O bimotor Cesna Citation 550 de Prefixo PT-LTJ caiu próximo da pista de pouso do resort Kiaroa Eco-Luxury Resort, na praia de Barra Grande, distrito de Maraú, e é de propriedade do bilionário brasileiro José João Abdalla Filho, de 74 anos. 

Vítimas do acidente aéreo:

  • Aires Napoleão, piloto da aeronave (sobrevivente)

  • Christiano Chiaradia Alcoba Rocha (Tuka Rocha) (vítima fatal)

  • Eduardo Mussi (sobrevivente)

  • Maysa Mussi  (vítima fatal)

  • Eduardo Trajano Telles Elias (sobrevivente)

  • Fernando Oliveira Silva (sobrevivente)

  • Marcelo Constantino (sobrevivente)

  • Marrie Cavelan (sobrevivente)

  • Menino de 6 anos (sobrevivente)

  • Marcela Elias (vítima fatal)


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/thiaguinho-chora-ao-cantar-musica-que-escreveu-para-fernanda-souza-veja/
Cantor começou a se emocionar durante a canção 'Deixa Tudo Como Está'
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/dancarino-morre-e-outras-duas-pessoas-ficam-feridas-em-ataque-de-faccao/
Três homens e uma mulher em um carro atiraram contra moradores em São João do Cabrito
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/jovem-se-finge-de-gato-e-mia-embaixo-da-cama-para-nao-ser-achado-por-policiais/
Ele é suspeito de ter participado de um latrocínio em Fortaleza
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/do-cordel-a-escultura-leitores-fazem-homenagens-para-correio/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/homem-deixa-delegacia-e-volta-atacar-publico-lgbt-na-porta-de-unidade/
Na madrugada, Edson Macedo invadiu bar Caras e Bocas, destruiu local e agrediu clientes e artistas
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/triste-sina-da-mulher-ketchup-8-anos-depois-erenildes-aguiar-enfrenta-depressao/
Sem a fama de antes, arrependida e com doença severa, Erenildes vive de remédios e trancada dentro de casa
Ler Mais