Vídeo: 'Quem é de direita toma cloroquina, quem é de esquerda toma Tubaína', diz Bolsonaro

coronavírus
20.05.2020, 08:28:13
Atualizado: 20.05.2020, 10:13:05
(Foto: Agência Brasil)

Vídeo: 'Quem é de direita toma cloroquina, quem é de esquerda toma Tubaína', diz Bolsonaro

Declaração foi feita no dia em que Brasil atingiu recorde de mortes por conta do novo coronavírus

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Nesta terça-feira (19), dia em que o Brasil teve 1.179 mortes por causa do novo coronavírus, o presidente Jair Bolsonaro foi entrevistado em formato de live e apresentou um clima amistoso, com direito a risadas e brincadeiras.

Na transmissão, o presidente fez uma piada dizendo que "quem é de direita toma cloroquina, quem é de esquerda toma Tubaína". Na mesma entrevista, com o jornalista Magno Martins, Bolsonaro não fez menção ao recorde de mortes diárias no país.

A postura de Bolsonaro na entrevista gerou críticas dos opositores, que apontaram falta de sensibilidade por parte do chefe do executivo. Após a repercussão negativa, o presidente fez um post em seu Twitter lamentando o número de mortes por conta da covid-19.

"Dias difíceis. Lamentamos os que nos deixaram. Hoje teremos novo protocolo sobre a cloroquina pelo Ministério da Saúde. Uma esperança, como relatado por muitos que a usaram", escreveu, ao lado de uma foto em que aparece na rampa do Palácio do Planalto durante ato a seu favor.

Na postagem, Bolsonaro ainda volta a tratar a cloroquina como esperança. O Governo Federal promete para hoje um novo protocolo para o uso do medicamento para combate da da covid-19.

O presidente quer que o remédio, que já pode ser usado em pacientes em estado grave de covid-19, seja também permitido para pacientes em estágio inicial da doença.

A cloroquina não tem comprovação científica de eficácia contra o coronavírus.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas