Vilas: Projeto Tamar mapeou pontos críticos da praia que afetam vida das tartarugas

bahia
27.08.2021, 11:28:00
Atualizado: 27.08.2021, 11:28:41
(Foto: Rafael Magno/Divulgação)

Vilas: Projeto Tamar mapeou pontos críticos da praia que afetam vida das tartarugas

Secretaria Municipal de Serviços Públicos (SESP) de Lauro de Freitas vai revisar os postes de iluminação do local

A Secretaria Municipal de Serviços Públicos (SESP) de Lauro de Freitas vai revisar os postes de iluminação do local que abriga a maior parte da desova das tartarugas no município: o trecho que compreende o bairro de Vilas do Atlântico. Para nortear o trabalho da pasta, a Fundação Projeto Tamar mapeou os pontos críticos e indicou as modificações a serem realizadas para preservar as tartarugas marinhas. A decisão foi tomada durante uma reunião entre representantes da gestão municipal e pesquisadores do projeto Tamar, na última quinta-feira (26).

A iluminação artificial é considerada uma das principais ameaças e fonte de desorientação de filhotes de tartarugas marinhas, sendo proibida conforme a Lei Estadual nº 7.034 de 13 de fevereiro de 1997 e Portaria do Ibama nº 193, de 28 de setembro de 1990. A claridade assusta a fêmea e pode resultar em abandono do ninho. A orientação é manter o local escuro e evitar aproximação de pessoas ao redor do local.

Além da iluminação, durante a reunião foi acordado que a prefeitura fará uma trabalho de ações educativas com moradores e barraqueiros para ajudar na conservação das tartarugas marinhas no litoral de Lauro de Freitas. Bióloga e pesquisadora do Projeto Tamar, Nathalia Berchieri explicou que as ações são imprescindíveis, principalmente porque de setembro a março as fêmeas visitam a costa para desovar. “O litoral norte da Bahia é uma importante área de desova de quatro das cinco espécies que existem no Brasil, todas ameaçadas de extinção”, destacou.

Outras formas de atuação serão debatidas em 1º de outubro, durante reunião ordinária, onde, mais uma vez, a preservação das tartarugas marinhas em Lauro de Freitas será debatida. O encontro contou com a participação do subsecretário da Sesp, Antônio Abreu, Edésio Pitanga, coordenador de limpeza urbana; Manuela Leal, da assessoria administrativa; além de Ricardo Vieira e Lorena Paim, representantes da Segov.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas