Vitória não terá Wallace nem Eduardo na estreia contra o Guarani

e.c. vitória
28.05.2021, 07:00:00
Titulares, David e Ronaldo vão enfrentar o Guarani na estreia da Série B (Pietro Carpi/EC Vitória)

Vitória não terá Wallace nem Eduardo na estreia contra o Guarani

Veja possível escalação para jogo das 19h desta sexta-feira (28), em Campinas

Wallace e Eduardo não estarão sequer no banco de reservas na estreia do Vitória na Série B do Brasileiro. O capitão vai desfalcar a zaga rubro-negra porque se recuperou recentemente de covid-19 e ainda está aprimorando a forma física. O meia está apto a jogar, mas não foi relacionado para o jogo desta sexta-feira (28), contra o Guarani. A bola rola às 19h, no estádio Brinco de Ouro, em Campinas. 

Revelado na Toca do Leão, Eduardo começou a temporada como principal aposta do Vitória para desempenhar o papel de camisa 10 do time, mas após dois jogos uma hérnia de disco fez ele passar 62 dias longe dos gramados. Retornou contra o Altos-PI e marcou o gol que garantiu a classificação às semifinais da Copa do Nordeste.

Apesar de ter sido decisivo, o meia de 20 anos não vai figurar no elenco principal no começo da Série B. Na quinta-feira (27), ele treinou com a equipe sub-23 e, ao menos inicialmente, vai defender o rubro-negro no Campeonato Brasileiro da categoria. O mesmo aconteceu com o zagueiro Marco Antônio, os volantes Maykon Douglas e Lucas Silva, recém-contratado junto à Caldense, e o centroavante Eron. 

A equipe sub-23 também seria o destino do paraguaio Anibal Vega, emprestado pelo Palmeiras. No entanto, o atacante não se reapresentou na Toca do Leão após a folga concedida depois da eliminação no Campeonato Baiano. 

Atualmente, o reserva imediato entre os zagueiros é Mateus Moraes e, portanto, ele deve ocupar a vaga de Wallace ao lado de Marcelo Alves. João Victor também é opção, mas perdeu espaço depois de falhar diante da Jacuipense no Campeonato Baiano. 

Sem Eduardo, há apenas duas opções de meias de origem para fazer a função de armador. Soares e Bruno Oliveira, recém-contratado da Caldense, são os mais cotados para munir os atacantes. 

Contra o Guarani, o rubro-negro não contará com outros cinco jogadores. O volante Guilherme Rend e o atacante Vico se recuperam de lesão e ficarão fora das primeiras rodadas. O meia Gabriel Santiago e o lateral direito Gabriel Inocêncio passaram por cirurgia. O lateral direito Van se recuperou recentemente de covid-19 e está aprimorando a forma física. 

Uma provável escalação do Vitória para a estreia tem Ronaldo, Raul Prata, Mateus Moraes, Marcelo Alves e Pedrinho; Gabriel Bispo, Cedric e Bruno Oliveira (Soares); Ygor Catatau (Guilherme Santos), Samuel e David.

ADVERSÁRIO

A principal novidade do Guarani na estreia da Série B estará à beira das quatro linhas. Após a demissão de Allan Aal, Daniel Paulista começou a treinar o Guarani na segunda-feira (24). O novo treinador não deve fazer muitas mudanças no time que foi eliminado pelo Mirassol nas quartas de final do Campeonato Paulista.

Recém-contratado, Carlão deve ficar com o lugar de Airton, que já não faz mais parte do elenco do Bugre. Recuperado de lesão na coxa, Bruno Sávio retorna ao time. O único desfalque é Rodrigo Andrade. Como o volante pertence ao Vitória, uma cláusula contratual o impede de jogar.

O Guarani deve entrar em campo com Rafael Martins, Pablo (Ludke), Thales, Carlão e Bidu; Bruno Silva, Índio e Andrigo; Bruno Sávio, Júlio César e Davó.

"Sabemos que é um jogo difícil, diante de uma equipe que tem um ótimo trabalho e que tem à frente agora um treinador que é o Daniel, que a gente já conhece e já tivemos a oportunidade de enfrentar algumas vezes. Espero que a gente possa transferir para campo tudo aquilo que a gente treinou durante esse período e que, se Deus quiser, a gente possa ter um resultado positivo", projetou o técnico do Vitória, Rodrigo Chagas.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas