Wagner Lopes sobre administrar a crise do Vitória: 'Está sendo um doutorado'

e.c. vitória
28.09.2021, 16:10:00
Atualizado: 28.09.2021, 20:18:21
Técnico do Vitória, Wagner Lopes pontua que a crise do clube está afetando a concentração dos jogadores (Divulgação ECVitória)

Wagner Lopes sobre administrar a crise do Vitória: 'Está sendo um doutorado'

Às véspera do jogo contra o Botafogo, técnico falou sobre as dificuldades do clube

Um dia após o lateral direito Raul Prata afirmar que o atraso salarial está atrapalhando a concentração dos jogadores do Vitória nos jogos da Série B do Brasileiro, o técnico Wagner Lopes também admitiu que a crise política e financeira do clube de fato interfere nos atletas. O Leão está na zona de rebaixamento há 11 rodadas seguidas e não vence há quatro. 

"Acho que esse é um problema gravíssimo que reverbera em todos. Não só nos problemas internos, mas também afeta muitas famílias, afeta concentração, afeta disposição, afeta tudo. Então, é claro que a gente também tem problema de falta de concentração que é oriundo disso. Algumas vezes o gesto técnico errado, cruzamento, batida. Mas é óbvio que a parte psicológica é muito importante", afirmou Wagner Lopes.

De acordo com o treinador, para que o elenco tenha tranquilidade é preciso que os problemas do clube sejam sanados. "Passa pela resolução dos problemas internos. A gente não está aqui para expor os nossos problemas, mas a tranquilidade para se concentrar passa pelos problemas internos que temos. Então é normalizar a situação financeira do clube o mais rápido possível para que todo mundo tenha tranquilidade e concentração suficiente para a gente se concentrar bem e fazer um grande jogo".

Durante a entrevista coletiva, Wagner Lopes foi questionado se já havia treinado algum clube com tantos problemas. "Até brinco com os meninos da comissão e falo: 'Olha, está sendo um doutorado, um mestrado'. Está sendo uma experiência muito significativa. Estou aprendendo uma porção de coisas, vivenciando uma situação que até o momento nunca tinha vivenciado. Acho que Deus não dá um frio maior que o cobertor. Se estamos aqui é porque a gente tem capacidade para resolver todos os problemas. A gente está focando em um problema por vez. A cada dia a gente luta, junto com o Alex Brasil, junto com todos os membros da comissão técnica, junto com todos os funcionários, para resolver os problemas e, consequentemente, fazer um bom trabalho. Muito feliz de poder estar aqui, de poder estar lutando junto com o Vitória para sair dessa situação".

Na tentativa de apaziguar os problemas, Wagner Lopes tem se reunido com frequência com a diretoria. "A gente tem conversado quase que diariamente. Todo mundo buscando fazer o melhor para o Vitória. São coisas difíceis, financeiramente está muito complicado, mas está todo mundo trabalhando em prol do Vitória para que consiga normalizar o mais rápido possível e buscar soluções para vencer os jogos", declarou.

Com 25 pontos, o Leão ocupa a zona de rebaixamento da Série B, na 18ª posição. O rubro-negro joga quarta-feira (29), às 21h30, contra o Botafogo, no Barradão. A equipe carioca é vice-líder, com 47 pontos. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas