Em delegacia, universitário nega masturbação no Buzufba e alega transtorno psicológico

Estudante de engenharia elétrica da Ufba diz sofrer de problemas psicológicos

Publicado em 26 de outubro de 2015 às 19:44

- Atualizado há 10 meses

Em delegacia, universitário nega masturbaçãono Buzufba e alega transtorno psicológico(Foto: Divulgação)O estudante de 24 anos do curso de Engenharia Elétrica da Universidade Federal da Bahia (Ufba), conduzido à delegacia no final da manhã desta segunda-feira (26), suspeito de se masturbar na frente de duas estudantes dentro do coletivo da instituição, o Buzufba, negou que tenha praticado o ato e informou que possui problemas psicológicos em depoimento concedido à polícia na tarde de hoje.

Segundo informações da delegada Jussara Souza, titular da 7ª Delegacia (Rio Vermelho), o universitário alegou ter transtorno de ansiedade, e que não teve contato com as estudantes.

“As duas vítimas estavam no ônibus, uma delas viu o rapaz abrindo o zíper da calça e alertou outra amiga que estava perto. Elas disseram que ele exibiu o órgão genital; já ele disse que tem transtorno de ansiedade, e que abriu o zíper por essa razão”, disse a delegada. Procuradas, as duas vítimas, estudantes do curso de Letras, preferiram não comentar o assunto. Já o acusado informou que estava saindo da aula e voltava para casa quando ocorreu a situação.

“Eu tenho transtorno de ansiedade comprovado por laudos médicos. Quando algo me incomoda, tenho vontade de resolver logo. Eu abri a braguilha e pus a mochila na frente. Ela (estudante) viu e empurrou minha mochila. Todo mundo começou a me chamar de tarado, me acusar”, disse o estudante que não quis ser identificado. Segundo o estudante, ele não conhecia as jovens.Ainda de acordo com a delegada, a mãe do estudante também prestou depoimento e confirmou o transtorno do filho. Após serem ouvidas, as duas estudantes e o suspeito foram liberados. A delegada informou que não há provas de que ele estava se masturbando. 

A delegacia informou que após a apuração, o caso será encaminhado para uma Vara Especializada, que julgará o caso. 

De acordo com a assessoria de comunicação da Ufba, o rapaz exibiu os órgãos genitais e tentou encostar na jovem dentro do coletivo. As estudantes decidiram prestar queixar sobre o caso e foram acompanhadas para a delegacia pela coordenação de segurança da universidade, junto com o rapaz. Um vídeo que registra a confusão no Buzufba foi publicado no grupo da Ufba no Facebook no final desta manhã.