Estudantes de odontologia da Ufba fazem manifestação contra problemas estruturais

Alunos reclamam de quedas constantes de energia, prédio em condições de risco e falta de investimento

  • D
  • Da Redação

Publicado em 24 de abril de 2023 às 14:37

- Atualizado há 10 meses

. Crédito: Foto: Arquivo Pessoal
. por Foto: Arquivo Pessoal

Estudantes do curso de Odontologia da Universidade Federal da Bahia (Ufba) realizaram uma manifestação, na manhã desta segunda-feira (24), contra a situação de "sucateamento da infraestrutura" da Faculdade de Odontologia, localizada no bairro do Canela, em Salvador.

Organizada pelo Diretório Acadêmico do curso, a manifestação ocorreu às 9h30, em frente à Reitoria da Ufba, com cerca de 100 estudantes presentes. Os alunos reclamam de quedas constantes de energia, prédio em condições de risco e falta de investimento

Segundo Stephanie Ribeiro, presidente do Diretório Acadêmico, o estopim para a manifestação foi a queda de energia que aconteceu na quinta-feira (20), que resultou no cancelamento do atendimento aos pacientes, por falta de um gerador na unidade.

"Mas a causa real da manifestação é o sucateamento da infraestrutura da nossa unidade, gerando problemas relacionados a qualidade do atendimento que prestamos aos nossos pacientes, como: vazamento de agua nas cadeiras odontológicas, não funcionamento dos elevadores, dificultando a acessibilidade dos pacientes com alguma dificuldade de locomoção, buracos no teto, ar condicionados sem funcionar em ambulatórios nos quais ocorrem procedimentos invasivos que necessitam de controle de temperatura, bem como outras questões atreladas a estrutura da faculdade de odontologia", relatou.

[[galeria]]

A Faculdade de Odontologia da Ufba é um Hospital-Escola que presta serviços ao SUS e lida, em média, com 500 pacientes por dia. Além disso, são cerca de 4 mil exames radiológicos por semestre, e o único hospital que presta serviço público de prótese bucomaxilofacial da Bahia, único centro de oclusão e articulação temporomandibular pelo SUS na Bahia e único centro de laserterapia pelo SUS na Bahia.

Em nota, a Ufba declarou que o vice-reitor, Penildon Silva Filho, se reuniu com os estudante, ouviu e acolheu as demandas do grupo, acrescentando que as reivindicações já vinham sendo tratadas, pela administração central da UFBA, com a diretora da Faculdade.

A Superintendência de Manutenção e Meio Ambiente da UFBA já designou uma equipe para avaliar os problemas e identificar possíveis soluções, atendendo imediatamente ao que for possível. "Demandas que exigem investimentos – comprimidos e postergados em função da total falta de recursos a que a universidade pública foi submetida nos últimos anos -, têm agora, a partir da sinalização da recomposição orçamentária anunciada pelo presidente Lula, um horizonte de atendimento mais próximo."

Ainda de acordo com a Universidade, parte dessas demandas se referem a quedas de energia, que afligem a todo o bairro do Canela, prejudicando atividades principalmente na Faculdade de Odontologia, Escola de Música e Instituto de Saúde Coletiva, além de outros prédios residenciais e comerciais na região. Conforme a nota, as solicitações de manutenção enviadas à Coelba vêm sendo atendidas e a energia restabelecida. A empresa também se comprometeu a avaliar a sua rede elétrica e identificar possíveis causas das quedas de energia.