Jacaré de 2 metros é encontrado em campus da UCSal em Pituaçu

Animal era uma fêmea da espécie Paleosuchus palpebrosus, conhecida como Jacaré-anão

Publicado em 12 de fevereiro de 2016 às 17:01

- Atualizado há 10 meses

Jacaré foi encontrado no campus Pituaçu da UCSal, na manhã desta sexta-feira (12)(Foto: Divulgação/UCSal)Um jacaré de dois metros foi encontrado na manhã desta sexta-feira (12) na Universidade Católica do Salvador (UCSal), no campus de Pituaçu. O jacaré é uma fêmea da espécie Paleosuchus palpebrosus (Jacaré-anão).

O animal foi encontrado pela equipe de vigilância patrimonial da universidade e uma equipe técnica foi encaminhada para o centro de pesquisas biológicas da UCSal, também em Pituaçu. De acordo com o coordenador do Programa de Pós-Graduação em Meio Ambiente da UCSal, professor Moacir Tinoco, o campus ainda estava fechado no momento em que o animal foi encontrado e ele não fez menção de atacar ninguém. Animal foi encaminhado para o centro de pesquisas biológicas da UCSal, também em Pituaçu(Foto: Divulgação/UCSal)Durante o dia, o jacaré foi analisado pelo professor Moacir Tinoco e sua equipe de pesquisadores. A previsão é que o animal seja solto no final da tarde desta sexta-feira (12), na Lagoa de Pituaçu. "Normalmente, a gente faz a soltura dos animais no final da tarde por ser um momento em que a temperatura está mais amena", informa o professor.  Segundo o professor Moacir Tinoco, essa é a primeira vez que um jacaré desse porte é encontrado no campus da universidade. "Já tivemos algumas ocorrências com animais na universidade, porque o campus tem contato com a área verde da cidade e está inserido no Parque de Pituaçu. Mas nunca tivemos uma ocorrência com um animal desse porte", explica Tinoco.Jacaré tem dois metros(Foto: Divulgação/UCSal)Conforme o professor Tinoco, a equipe de vigilância patrimonial da UCSal é treinada para conter os animais silvestres e procurar o Hospital Roberto Santos para encaminhar os possíveis feridos.