Lancha com mais de 200 pessoas encalha em Mar Grande

Embarcação ficou 1h20 encalhada

Publicado em 8 de fevereiro de 2016 às 10:58

- Atualizado há 10 meses

A lancha Joana Angélica, que faz a travessia marítima Salvador-Mar Grande, encalhou hoje, por volta das 9h20, entre o farol e a ponte de Mar Grande. Depois de mais de uma hora parada no mar, a escuna conseguiu sair, por volta das 10h40, para Salvador. A informação foi confirmada ao CORREIO pela estudante de jornalismo Jessica Nunes, que está a bordo da embarcação. Escuna ficou parada no mar por mais de uma hora (Foto: Jéssica Luara/Rádio Sociedade)Segundo Jessica, a lancha saiu de Mar Grande por volta das 9h e encalhou um pouco depois. “Eles informaram pra gente que era a última lancha para Salvador, por conta da maré e que a próxima só sairia por volta das 11h. Ficou superlotada e encalhou entre o farol e a ponte. O piloto nos informou que só conseguiríamos sair por volta das 11h, quando a maré subisse”, contou.A escuna ficou encalhada entre o farol e a ponte de Mar Grande (Foto: Jéssica Luara/Rádio Sociedade)A estudante acrescentou que a lancha está com passageiros em pé e sentados. “Está todo mundo tranquilo, mas impaciente, por causa do calor. Tem muita gente em pé e a gente está sem água”, disse, antes da lancha conseguir sair. De acordo com ela, a embarcação suporta, no máximo, 242 passageiros.De acordo com o presidente da Associação dos Transportadores Marítimos da Bahia (Astramab), Jacinto Chagas, a Associação não ficou sabendo do ocorrido. “Se o problema foi mesmo a maré baixa, só nos resta esperar até encher. Daqui a pouco está enchendo”, disse.

Nesta manhã, a Astramab já tinha informado que, na travessia Salvador-Mar Grande, o serviço tinha sido prejudicado por conta da maré baixa. “A travessia será suspensa às 8h30 e só voltará a funcionar normalmente às 10h30. Com a falta de profundidade do canal de navegação do Terminal de Vera Cruz, na Ilha de Itaparica, as embarcações ficam impedidas de operar”, informou, em nota, acrescentando que, quando retomasse as operações normais, às 10h30, seriam colocadas embarcações saindo ao mesmo tempo para atender aos usuários.