Morre policial militar baleado em assalto no Shopping Paralela

Dupla de motociclistas roubou arma de PM em estacionamento e fugiu

Publicado em 28 de setembro de 2017 às 19:12

- Atualizado há 10 meses

. Crédito: Reprodução

O policial militar Fabiano Fortuna e Silva, 40 anos, baleado na tarde desta quinta-feira (28), durante um assalto no estacionamento do Shopping Paralela, em Salvador, morreu após ser socorrido para o Hospital Geral Roberto Santos (HGRS). A informação foi confirmada pela assessoria da Polícia Militar, que divulgou nota de pesar no início da noite. 

“É com imenso pesar que a Polícia Militar informa o falecimento do subtenente Fabiano Fortuna e Silva, de 40 anos, às 18h desta quinta-feira (28), no Hospital Roberto Santos. O policial foi atingido por disparo de arma de fogo no estacionamento de um Shopping Center, na Avenida Paralela, após ser abordado por criminosos”, diz o comunicado.

Ainda conforme a assessoria da PM, o subtenente era lotado na 9ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/Pirajá) e fazia parte da corporação há 19 anos. Ele não era casado. Subtenente Fabiano Fortuna e Silva, 40 anos, tinha 19 anos de corporação (Foto: Reprodução) Logo após o PM ser baleado, circulou em grupos de WhatsApp um áudio atribuído ao subtenente pedindo socorro. Na porta do Roberto Santos, colegas do PM disseram reconhecer a voz de Fortuna na gravação. Apesar disso, não quiseram conversar com a reportagem sobre o assunto.A Secretaria da Segurança Pública (SSP) não confirma a autencidade da mensagem."Alfa 11! Alfa 11! Subtenente Fortuna [falando]. Eu to baleado no Shopping Paralela. Socorro! Socorro", diz o áudio atribuído à vítima.Alfa 11 é um código de alerta geral, comumente usado para indicar situações de ameaça contra a vida de policiais.

Em nota, o Shopping Paralela informou que sua "equipe de brigadistas prestou os primeiros socorros" ao policial, baleado na área do estacionamento por volta de 15h30. "Em seguida, ele foi encaminhado para os devidos cuidados médicos", continua o comunicado, que completa ainda informando que o empreendimento está "à disposição das autoridades para ajudar no que for necessário para as investigações". O shopping, que manteve suas atividades normalmente, declarou que a vítima não chegou a fazer saque em dinheiro no banco que funciona no local.

Investigação Segundo a assessoria da Polícia Militar, guarnições da 82ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/CAB) “estão no local e seguem em diligência em busca do autor do crime”. Até o final da tarde, nenhum suspeito do crime havia sido preso.

À frente das investigações, equipes da força-tarefa da SSP que apura a morte de policiais já solicitaram à administração do shopping as imagens das câmeras de segurança que podem ajudar a identificar os autores do disparo que vitimou o subtenente Fortuna. Imagens das câmeras da SSP espalhadas nos arredores também estão sendo consultadas. 

[[publicidade]]

A polícia analisa a possibilidade de se tratar de um latrocínio - roubo seguido de morte. Informações preliminares dão conta de que dois homens em uma moto abordaram o subtenente, que acabou atingido. Qualquer informação que possa levar aos autores do crime deve ser prestada de forma anônima através do Dique Denúncia (71) 3235-0000.

Equipes da Superintendência de Inteligência da SSP e do Departamento de Inteligência Policial da Polícia Civil também prestam apoio às investigações. “Lamentamos profundamente a perda de um dos nossos colegas e garantimos que todos os esforços estão sendo tomados para prender os autores deste ato covarde”, afirmou o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa.