Mulher é esfaqueada dentro de casa no Lobato; ex-marido está preso

Virgínia foi atingida no abdômen e socorrida por familiares para o Hospital do Subúrbio, onde passou por cirurgia

Publicado em 14 de outubro de 2015 às 08:55

- Atualizado há 10 meses

A dona de casa Virgínia Lima Araújo, 32 anos, foi esfaqueada pelo ex-marido dentro da casa onde mora com os filhos, no bairro do Lobato, em Salvador, na noite desta terça-feira (13). O crime aconteceu por volta das 20h30, na Rua Alto do Bom Viver, próximo a Azevedo Madeireira. O suspeito do crime, Fernando Amorim Souza, 28, foi preso em flagrante.

Segundo a família da vítima, Fernando está separado da esposa há cerca de um mês. Na noite de ontem, ele se encontrou com um parente de Virgínia no supermercado do bairro e comentou que queria ver os filhos do casal, uma menina de 12 anos e um menino de dois. "Eu liguei para casa, avisei que ele estava indo ver as crianças e pedi para abrir o portão", contou o rapaz, que não quis se identificar.

Fernando foi até a casa e começou uma discussão com a ex-mulher. "A gente só ouviu o grito", disseram. A filha do casal correu até a casa vizinha, onde moram os outros familiares, para pedir socorro. "Ela estava gritando dizendo que a mãe estava sangrando", disse uma prima de Virgínia. Segundo eles, a menina não presenciou o momento em que a mãe foi atingida com a faca.

A mãe e a cunhada da vítima, que moram no andar inferior da casa, socorreram Virgínia. Ao chegar ao local, encontraram a dona de casa com o ferimento na barriga e muito sangue na sala. “Ela estava quase desfalecendo quando chegamos. Ele já tinha corrido. Ela estava muito mal”, contou a cunhada, que também não quis se identificar.

O parente de Virgínia, que liberou o acesso dele à casa, estava chegando em casa quando percebeu a movimentação e viu que Fernando estava tentando fugir.  Ele alcançou o suspeito e o imobilizou. Em seguida, chamaram a polícia. "Ele estava bêbado e muito agressivo. Eles discutiam sempre mas nunca chegou a ter agressão física", disse o rapaz.

Virgínia ficou ferida no abdômen e na mão esquerda. Ela foi socorrida por familiares para o Hospital do Subúrbio, onde passou por cirurgia. Segundo o boletim médico, a paciente segue estável e sem previsão de alta médica.

O casal se separou por causa do desgaste na relação de mais de 10 anos. “O casamento estava desgastado e ela não queira mais ter contato com ele, mas não sei exatamente por que eles se separaram”, contou um parente de Virginia. Os vizinhos ficaram assustados com o que viram. “Ele sempre foi uma pessoa calma, nunca teve um comportamento agressivo, nunca levantou a mão pra ela”, contou uma moradora. 

OcorrênciasFernando foi detido logo após o crime tentando fugir, mas foi capturado por familiares da esposa. Uma equipe da 14ª Companhia Independente da Polícia Militar (Periperi) esteve no local, prendeu o rapaz e o encaminhou para a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam), em Periperi.

Segundo a titular da unidade, delegada Vânia Santos, Fernando acusou a ex-mulher de ter puxado a faca primeiro. “Ele nega que tenha esfaqueado a vítima e afirma que ela puxou a faca primeiro para ele. Mas ainda não pude ouvi-la”, disse a delegada. Se tiver alta, Virgínia deve ser ouvida pela polícia ainda nesta quinta-feira (15). Nenhum parente do casal apareceu para prestar depoimento na delegacia.

O ex-marido de Virgínia foi autuado por tentativa de homicídio. Após prestar depoimento, ele foi encaminhado para o Núcleo de Prisão de Flagrantes do Complexo da Mata Escura, onde aguarda uma decisão do juiz.

De janeiro até a primeira semana de outubro, a Deam de Periperi registrou 1.830 casos de violência contra a mulher. Segundo a titular da unidade, os bairros onde existem maior número de ocorrências são Fazenda Coutos, Alto de Coutos e Cajazeiras.