Mulher se joga de janela para fugir de estupro em Itapuã

Vítima foi forçada por ex-namorado a manter relações sexuais por dois dias

Publicado em 27 de setembro de 2017 às 08:38

- Atualizado há 10 meses

. Crédito: Foto: Marina Silva/CORREIO

Uma mulher de 21 anos foi forçada a manter relações sexuais com o ex-namorado por dois dias, no bairro de Itapuã, em Salvador. Para se livrar do abuso, a vítima decidiu se jogar da janela da casa do homem, identificado como Marcos Vinícius Morais, conhecido como Vini, na tarde desta terça-feira (26).  Ferida em várias partes do corpo após a queda, de altura desconhecida, a mulher foi socorrida por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital Geral do Estado (HGE). Ela deu entrada na unidade médica por volta de 16h50 e recebeu alta à noite. Em nota, a Polícia Militar informou que uma guarnição da 15ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Itapuã) foi acionada para atender a ocorrência de uma mulher que teria caído da janela de um prédio no Alto do Coqueirinho.

[[publicidade]] "Ao chegar no local, os PMs foram informados de que o companheiro da vítima impediu que ela fosse socorrida e a levou de volta para o apartamento. A guarnição conseguiu resgarar a vítima e, com o homem, foi encontrada uma quantilidade de substância semelhante a cocaína", diz a nota.Conforme registro da ocorrência na unidade de saúde, a própria vítima, que é moradora da Liberdade, relatou aos policiais que foi mantida pelo ex-namorado em cárcere privado desde o último domingo (24), na casa do agressor, na localidade do Alto do Coqueirinho.A mulher contou, ainda, que o ex a estuprou pelo menos duas vezes."Foi forçada a manter conjunção carnal sob alegação de que ela tinha um relacionamento com outra pessoa", diz a ocorrência policial.Em contato com o CORREIO, o titular da 12ª Delegacia (Itapuã), Antônio Carlos Santos, responsável por investigar o caso, disse que os dois tiveram um relacionamento breve. "Ele [Marcos] encontrou a moça na rua e a levou para o apartamento. Lá, abusou sexualmente dela diversas vezes. Além disso, ele também já ameaçou a família dela e pessoas ligadas a ela", relata o delegado.

Ainda conforme Santos, Marcos Vinícius já tem passagens por roubo, receptação de produtos roubados e outros crimes contra o patrimônio."Eu mesmo o prendi. Além dela, tem uma outra mulher que vai ser ouvida, porque chegou para nós que também pode ser uma vítima dele", destacou o delegado.Santos afirmou ainda que o acusado vai ser apresentado em audiência de custódia nesta quinta-feira (28). Marcos Vinícius vai responder por crime de ameaça e estupro.