salvador

Osid inaugura serviço de ressonância magnética com capacidade para 400 exames por mês

Avaliação é importante aliado no tratamento precoce de câncer

  • D
  • Da Redação

Publicado em 19 de maio de 2023 às 18:19

 - Atualizado há um ano

. Crédito: Foto: divulgação

As Obras Sociais Irmã Dulce (OSID) inaugurou seu novo Serviço de Ressonância Magnética, nesta sexta-feira (19). A novidade vai garantir a realização de em média 400 exames por mês, de forma gratuita. A avaliação é uma importante aliada no diagnóstico precoce e preciso de doenças, principalmente o câncer.

O novo serviço foi inaugurado durante uma cerimônia na Unidade de Alta Complexidade em Oncologia da Osid, na Luiz Tarquínio. O exame de Ressonância Magnética vai integrar o núcleo de Bioimagem da instituição, que atualmente já beneficia milhares de pacientes com a realização de mais de 100 mil exames de imagem e procedimentos por ano. 

A ampliação no atendimento ainda será reforçada pelas novas instalações de recepção, Sala de Comando, Sala de Tomografia, posto de enfermagem, sala de preparo e recuperação de pacientes, sanitários e ambientes de apoio. Foram investidos R$ 8 milhões para tirar o projeto do papel. 

Os recursos foram obtidos através do Ministério da Saúde e de doações de parceiros e sócios-protetores da instituição do Anjo Bom do Brasil. A ministra da Saúde, Nísia Trindade, veio para Salvador para participar do evento na Osid. Na cerimônia, ela comentou sobre a importância do projeto e detalhou outros recursos federais injetados no setor de saúde da Bahia. 

“Com esse recurso estamos apoiando o que já deveria estar recebendo apoio há muito tempo. Todos os recursos da área de oncologia são para o fundo estadual. O Hospital Irmã Dulce se beneficia a partir da organização que é feita pela secretária [de saúde] do Estado. O recurso é na ordem de R$ 27 milhões. É um apoio para o Irmã Dulce e para outros hospitais”, disse a ministra da Saúde.

Para a líder do Serviço de Bioimagem da OSID, Arilma Souza, o investimento também é uma injeção de esperança. "O equipamento de ressonância magnética é extremamente necessário para a definição da conduta no tratamento oncológico. Não podemos esquecer também que junto a este equipamento vem ainda a esperança pela cura, presente no coração de cada paciente e de cada familiar acolhido na instituição da Santa Dulce dos Pobres”, ressaltou.