PM é preso por matar jovem e deixar adolescente paraplégico em Itapuã

Ele atirou nos dois por suspeitar que eles tinham assaltado sua mulher

Publicado em 22 de setembro de 2017 às 18:26

- Atualizado há 10 meses

Um soldado da Polícia Militar foi preso acusado de matar um jovem a tiros e deixar um adolescente paraplégico em Itapuã, segundo divulgou nesta sexta-feira (22) a Polícia Civil. O crime aconteceu em 27 de maio deste ano. O soldado Geraldo César Marques da Silva Azevedo, de 44 anos, teve a prisão temporária cumprida por equipes do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e da Corregedoria da PM.

O PM é lotado na 81ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/Itinga), onde foi preso na terça-feira (19), durante o serviço. A investigação aponta que o PM cometeu o crime porque acreditava que os dois rapazes tinham roubado sua mulher. A polícia não deu mais detalhes sobre esse assalto.

Átila Freitas de Jesus Santos foi baleado no tórax e costas e, socorrido ao Hospital Geradl do Estado (HGE), morreu. O adolescente de 17 anos que estava com ele foi atingido no abdômen, tórax e braço direito e ficou paraplégico por conta dos ferimentos. 

A pistola ponto 40, pertecente à PM, e um revólver calibre 38 foram apreendidos, além da bermuda que o soldado usava no dia do crime. 

O PM Geraldo foi levado para o Complexo Penitenciário da Mata Escura.