Salvador é o primeiro destino do Brasil a ganhar selo de turismo seguro

Conselho Mundial de Viagens e Turismo reconheceu protocolos de saúde e higiene adotados pela capital baiana

Publicado em 1 de julho de 2020 às 18:39

- Atualizado há 10 meses

. Crédito: Foto: Shutterstock/Reprodução e Divulgação

A cidade de Salvador é o primeiro destino brasileiro a aderir ao o Safe Travels, o selo de turismo seguro reconhecido pelo Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC). O órgão publicou em seu site, na última segunda-feira (29), o reconhecimento pela capital baiana adotar protocolos padronizados globais de saúde e higiene.

As medidas foram apresentados pela Prefeitura de Salvador, através da Secretaria de Cultura e Turismo (Secult) e, então, devidamente analisadas e aprovadas pelo WTTC. Secretário da Secult, Pablo Barrozo comemorou o reconhecimento do trabalho que a pasta vem adotando ao longo dos últimos meses.

"Enquanto lideramos o processo de recuperação, a Secretaria de Cultura e Turismo da Cidade de Salvador, Brasil, gostaria de expressar nosso agradecimento ao WTTC por esse papel essencial no fornecimento de uma nova referência de protocolos que garantem resiliência e renovam a confiança para remodelar a indústria", afirmou.

"A união de forças com parceiros em todo o mundo também criou um compromisso sólido para guiar nossas operações, fornecendo segurança e alinhando o gerenciamento de segurança para alcançar padrões globais exemplares. Nosso mecanismo econômico, juntamente com nosso Selo de Segurança em Saúde e Saneamento, em breve impulsionará o renascimento das viagens em um nível mais alto de serviço ao bem-estar de nossos turistas e prestadores de serviços", continuou o secretário.

O Selo Verificado, que garante certificação sanitária e de saúde, será lançado pela Secult para estabelecimentos e empresas voltadas para o setor de turismo, como bares, restaurantes, hotéis, pousadas, agências, entre outros. O plano é garantir rígidos protocolos de higiene e limpeza e, desta forma, prevenir e controlar a propagação do novo coronavírus e outras infecções.